10:47 21 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Presidente russo Vladimir Putin em encontro do Conselho pela Sociedade Civil e Direitos Humanos

    Putin terá hoje reuniões com vários líderes mundiais do G20

    © Sputnik / Sergey Guneev
    Mundo
    URL curta
    12221

    O presidente russo já chegou a Antália, Turquia, onde terá lugar a cúpula G20. Além disso, ele realizará uma série de encontros bilaterais com os líderes da China, Turquia, Grã-Bretanha, Itália, Alemanha e Arábia Saudita.

    Primeiramente, será realizada uma reunião informal dos líderes do BRICS. Hoje, na segunda metade do dia, Vladimir Putin se encontrará com o presidente chinês, a diretora do FMI, a chanceler alemã e o presidente turco.

    Um encontro formal com presidente norte-americano não está planejado, mas há possibilidade de os líderes falarem informalmente.

    Encontro tradicional com Xi Jingping

    Durante a conversa com Xi Jinping, os líderes abordarão a agenda bilateral, bom como vários problemas internacionais, nomeadamente, a situação na Síria e na península coreana.

    O assessor do presidente russo Yuri Ushakov disse que é esperada “uma troca de opiniões sobre as questões mais importantes nas relações bilaterais, bem como revisar o bloco internacional de questões, nomeadamente, a cooperação dos dois países no âmbito do G20, a situação na Síria e na Península da Coreia, entre outras”.

    Discussão da dívida ucraniana ao FMI

    Vladimir Putin e Christine Lagarde, chefe do FMI, deverão discutir a dívida ucraniana a este organismo internacional. Será o primeiro encontro de Putin e Lagarde neste ano. Yuri Ushakov disse que a Ucrânia deve pagar a sua dívida à Rússia, senão Moscou poderá apelar ao tribunal.

    Moedas nacionais da Rússia e da Ucrânia
    © Sputnik / Alexandr Demyanchuk
    A Rússia se recusou a reestruturar os eurobonds ucranianos de 3 bilhões de dólares que devem ser pagos até 21 de dezembro de 2015. A Ucrânia considera que se trata de uma dívida comercial, o que significa que pode pagar 20% menos e depois do programa de financiamento por parte do FMI ser finalizado.

    Ucrânia e Síria no foco das atenções

    Quanto ao encontro com Angela Merkel, este será já o sexto neste ano. 

    «Esperamos que sejam abordadas algumas questões bilaterais e também temas internacionais, não só a Ucrânia mas também a Síria», disse Yuri Ushakov.

    Além disso, se planeja discutir a cooperação econômica entre os dos países.

    Apesar das sanções, a Alemanha continua sendo um dos maiores parceiros da Rússia no que tange aos investimentos. No país existem mais de 600 empresas com participação alemã.

    Reunião com Erdogan: energia e Síria

    Com o seu homologo turco, Recep Tayyip Erdogan, o presidente russo deve discutir as questões energéticas e a situação na Síria. 

    «Terá lugar um encontro com o anfitrião da cúpula, o presidente turco Erdogan. Estamos dispostos a discutir a situação na cooperação comercial e econômica, bem como a energia. Naturalmente, haverá uma conversa detalhada sobre a Síria», disse o assessor russo.

    É de lembrar que o presidente russo disse antes que as posturas russa e turca diferem mas que as prioridades são mesmas: combater o terrorismo e normalizar a situação.

    Uma questão atual é a Corrente Turca, gasoduto que deve ligar a Rússia à Turquia através do Mar Negro. Embora se tenha planejado iniciar a construção em Junho deste ano, o projeto segue na etapa de discussão.

    Mais:

    Putin identifica ‘ligação direta’ entre crise de refugiados e combate ao terrorismo
    Casa Branca não exclui diálogo entre Obama e Putin durante G20
    Tags:
    Cúpula do G20, Christine Lagarde, Xi Jinping, Vladimir Putin, Turquia, Antália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik