19:33 17 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Usina nuclear em Rostov na Rússia

    Ucrânia para de importar energia elétrica da Rússia

    © Sputnik / Grigoriy Sisoev
    Mundo
    URL curta
    7145
    Nos siga no

    Os representantes da estatal Ukrenergo informam que a partir de 13 de novembro, a Ucrânia abastece o país com a sua própria energia elétrica e deixa de importar eletricidade da Rússia.

    A Ucrânia parou completamente as importações da energia elétrica russa por que reparou a sua própria usina nuclear de Rovno, disse à RIA Novosti o serviço de imprensa da Ukrenergo.

    O ministro da Energia da Ucrânia, Vladimir Demchishin, disse que a Ucrânia importou eletricidade na sequência do déficit da energia própria, que surgiu devido à paralisação temporária de uma unidade nuclear na usina ucraniana em Rovno.

    "Todas as obras planejadas nos objetos e linhas da usina nuclear de Rovno estão concluídas. As restrições para o uso da energia elétrica foram retiradas. A partir de hoje a Ucrânia vai aproveitando as suas próprias capacidades, e as importações da Rússia param", disse o ministro.

    Ele também afirmou que Kiev não vai interromper o fornecimento da energia para a Crimeia.

    Já o ministro da Energia russo, Aleksandr Novak, disse que não vê problemas com o fornecimento da eletricidade da Ucrânia para a Crimeia. "A interação com o lado ucraniano está correndo de acordo com o contrato", disse ele.

    Em agosto, a Ucrânia já havia recusado a energia russa, mas acabou retornando para as importações. A Ucrânia de fato está no mesmo sistema de energia com a Bielorrússia e a Rússia e depende dela. Ela quer sair, é claro, por razões políticas. Mas a Ucrânia ainda não está incluída no sistema energético europeu. 

    Mais:

    EUA vão treinar mais militares da Ucrânia
    Lugansk: Kiev está movendo armamentos de volta à linha de contato no Leste da Ucrânia
    Kiev considera normalizar tráfego aéreo com Moscou se Rússia suspender voos para a Crimeia
    Bofetada para Kiev: investigação do massacre em Odessa descumpre normas do direito
    Tags:
    importações, eletricidade, energia elétrica, Aleksandr Novak, Bielorrússia, Kiev, Crimeia, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar