14:28 01 Março 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Por
    13261
    Nos siga no

    Segundo informa a agência de informação russa Prime, a empresa russa Sukhoi planeja vender à companhia Swan General Aviation (Harbin, China) a permissão de produzir o avião anfíbio Be-103. Os especialistas opinam que o concreto abrirá uma cooperação perspectiva e duradoura entre a Rússia e a China na área de hidroaviação e aviação de destino comum.

    O Be-103 agora é produzido na fábrica aérea na cidade de Komsomolsk-no-Amur. Na primeira etapa à China serão fornecidos 13 lotes de Be-103, na segunda — mais dez, e será em Harbin que os aviões começarão a ser usados. Os Be-103 são muito populares na China e têm boas perspectivas para venda. O avião será usado para transportes comerciais, transporte de turistas e em operações de resgate.

    Em 2009 a China comprou dois aviões assim, que ganharam boa fama. Isto, provavelmente, explica a compra de um novo lote, ainda maior. A próxima etapa será a compra de licença e cooperação com a Rússia no ensino de pilotos. Segundo manifestaram os representantes do lado chinês, á planejada a implantação de construção dos Be-103 na China na base da corporação de construção aérea de Harbin. Segundo sublinhou após a assinatura do contrato o governador da região de Khabarovsk Vyacheslav Shport a venda de licença não significará que a produção destes aviões na Rússia será parada.

    O avião Be-103 pode pousar em chão e em água, suportando uma tempestade marítima de até 2 graus. É capaz de voar cerca de 1 mil km, a uma velocidade de 285 km/h, transportando 5 passageiros e um piloto a bordo. A modificação adaptada para fins médicos inclui a possibilidade de transportar dois pacientes em macas e um enfermeiro.

    Para a China com uma fronteira marítima duradoura o interesse para tal aeronave é compreensível. Os hidroaviões ligeiros podem encher o nicho entre os aviões que pousam na terra e helicópteros, nomeadamente durante transporte de passageiros e cargas nas regiões onde a rede de aeroportos comuns não é desenvolvida, mas há muitos rios e lagos. Um hidroavião que pode levantar voo e aterrar na água pode resolver de maneira efetiva tais tarefas como luta contra contrabandistas e caçadores ilegais e realização de operações de resgate no mar. Hidroaviões modernos podem urgentemente fornecer ao local de incidente meios de resgate e executar recuperação de sinistrados da superfície da água. O avião pode ser também usado para patrulhamento de florestas e extinção de incêndios pequenos.

    O Be-103 é insubstituível para liquidação operativa de poluição de mares com produtos de petróleo e controle ecológico de águas do mar. Um hidroavião ligeiro é justamente o primeiro a chegar ao local de catástrofe ecológica, fazer reconhecimento, cercar a área de poluição com meios especiais e transmitir as coordenadas da poluição aos navios especializados.

    Tags:
    cooperação, hidroavião, avião, aviação civil, aviação, Rússia, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar