19:19 25 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Hillary Clinton

    Hillary Clinton não apoiaria declaração de guerra contra o Estado Islâmico

    © REUTERS / Joshua Lott/Files
    Mundo
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    1548

    A pré-candidata do Partido Democrata à presidência dos EUA Hillary Clinton se mostrou reticente no combate ao Estado Islâmico. Ela afirmou na terça-feira (10), em New Hampshire, que não está pronta para apoiar uma declaração de guerra contra o grupo jihadista.

    “É preciso ter orçamento para se apoiar uma declaração de guerra. Precisamos trabalhar melhor a compreensão da ameaça dos grupos radicais islâmicos”, afirmou Hillary.

    Donald Trump
    © flickr.com / Gage Skidmore
    Ela classificou o Estado Islâmico como a primeira rede terrorista da era da Internet e disse que uma declaração de guerra pode não ser a melhor maneira de lutar contra o grupo. A pré-candidata destacou a maneira dispersa que os jihadistas estão, ocupando regiões do Iraque, da Síria e na Península do Sinai, no Egito.

    Em contrapartida, o pré-candidato do Partido Republicano à presidência norte-americana Donald Trump não deseja fugir da briga. Ele afirmou, durante debate na terça-feira, que apoia a operação russa contra o Estado Islâmico na Síria e disse que todos os países deveriam fazer o mesmo.

    “Se (o presidente russo Vladimir) Putin quer derrubar o inferno do Estado Islâmico, eu estou 100% a favor disso e não percebo como alguém pode estar contra isso”, disse Trump.

    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    Tags:
    orçamento, combate, operação russa, jihadistas, apoio, declaração de guerra, Internet, Partido Republicano, Partido Democrata, Estado Islâmico, Vladimir Putin, Hillary Clinton, Donald Trump, Egito, Península do Sinai, Iraque, Rússia, Síria, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar