17:09 20 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Vinho tinto francês de Bordeaux

    França não dará vinho ao presidente iraniano

    © AFP 2017/ PIERRE ANDRIEU
    Mundo
    URL curta
    1992121

    O encontro entre o presidente iraniano, Hassan Rohani, e o seu colega francês, François Hollande, preparado pela parte francesa, correu o perigo de ser anulado.

    A causa não foi política, senão gastronômica. A delegação iraniana negou-se a participar em um jantar em que seria servido vinho tinto.

    "Até já estava sendo preparado um jantar, mas falhou. É uma grande ocasião perdida", disse um locutor da rádio francesa RTL alegando "círculos de negócios franceses e iranianos".

    No entanto, a delegação iraniana respondeu com um pedido de um jantar halal — e sem vinho.

    Reagindo, Paris tentou promover um café-de-manhã. A proposta foi novamente rejeitada pelo governo iraniano, que alegou que isso seria "demasiado simples".

    Mesmo assim, o encontro está previsto para 17 de novembro, com a situação na Síria como tema principal.

    Cometa Lovejoy na foto tirada em 22 de decembro, 2011 no Chile
    © AFP 2017/ ESO/ GUILLAUME BLANCHARD
    "Nós, a França, receberemos o Irã, porque depois da conclusão do acordo sobre o seu programa nuclear, Teerã deve se posicionar positivamente a favor de uma solução política na Síria", disse, ainda em setembro, o primeiro-ministro francês, Manuel Valls.

    A França tem realizado uma série de golpes aéreos na Síria, tendo começado um pouco antes da campanha russa. Porém, Moscou se justifica pelo fato de Damasco ter enviado uma solicitação oficial às autoridades russas; já Paris não teve tal pedido.

    Além da Síria, Hollande e Rohani discutirão as relações franco-iranianas e o combate ao terrorismo. Isso, já sem vinho tinto e comida — só duas horas no palácio do Eliseu.

    Tags:
    Palácio Eliseu, François Hollande, Hassan Rohani, Irã, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik