02:34 22 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Sistema S-300 de defesa aérea

    Contrato de venda de mísseis S-300 entre Rússia e Irã está em vigor

    © AP Photo/ Ivan Sekretarev
    Mundo
    URL curta
    82929281

    A Rússia e o Irã concluíram o contrato sobre o fornecimento de sistemas antimísseis S-300 ainda em 2007 mas, por causa de sanções contra o Irã, a implementação do contrato havia sido suspensa.

    O contrato sobre o fornecimento de sistemas antimísseis ao Irã entrou em vigor, disse aos jornalistas na segunda-feira (9) o presidente da corporação estatal russa Rostec Sergei Chemezov durante o salão internacional Dubai Airshow 2015.

    “O contrato não somente foi assinado como já entrou em vigor”, disse Chemezov.

    Em 2007 a Rússia e o Irã acordaram a venda por Moscou de sistemas S-300 a Teerã. Depois de o Concelho de Segurança da ONU ter adotado a resolução 1929, que impunha sanções contra o Irã, a realização do contrato foi suspensa. Em resposta o Irã lançou uma demanda no Tribunal Arbitrário Internacional contra a Rússia.

    Em 14 de julho o Irã e as seis potências mundiais atingiram um acordo histórico para regularizar o prolongado problema nuclear iraniano. Foi aceito o Plano de Ação Universal Conjunta que levantou todas as sanções económicas e financeiras impostas pelo Conselho de Segurança da ONU, EUA e União Europeia contra o Irã em troca de assegurar o caráter pacífico do programa nuclear iraniano. Segundo o documento, durante os próximos 5 anos é proibido fornecer ao Irã armas ofensivas pesadas e, nos próximos 8 anos, mísseis e tecnologias de mísseis. Quanto às armas de defesa, em cuja categoria estão os sistemas S-300, não há quaisquer restrições.

    O presidente russo Vladimir Putin assinou um documento em abril deste ano cancelando a proibição de fornecer S-300 ao Irã.

    Tags:
    contrato, S-300, Rostec, Irã, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik