17:00 13 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Grã-Bretanha

    Grã-Bretanha pretende incluir Rússia na lista de principais ameaças

    © Sputnik/ Vladimir Pesnia
    Mundo
    URL curta
    62348

    Grã-Bretanha pretende incluir a Rússia na lista de amaças de altíssimo nível no âmbito da nova estratégia de segurança nacional, que será apresentada em 23 de novembro pelo premier do país, David Cameron, informou o jornal britânico Times, citando uma fonte no governo.

    Segundo a publicação, as autoridades do país teriam chegado a essa decisão devido às ações da Rússia nos últimos cinco anos. O governo britânico teria levado em consideração os acontecimentos na Ucrânia e na Síria. Em 2010 a Rússia não foi citada entre as principais ameaças à Grã-Bretanha.

    Entre outras ameaças principais para o país estarão a “instabilidade relacionada ao fluxo de imigrantes para Euripa, o terrorismo, as atividades de grupos como Estado Islâmico e a propagação do Ebola”. 

    Segundo a publicação, a analise de riscos desse tipo é realizada pelas autoridades britânicas a cada cinco anos.

    Representantes da Ucrânia e dos países ocidentais acusaram a Rússia em diversas ocasiões de interferir no conflito em Donbass. As provas nunca foram apresentadas. O ministério das Relações Exteriores da Rússia classificou essas acusações de “insinuações públicas sem provas”. Moscou se pronunciou repetidas vezes, afirmando não ter relação com os acontecimentos no sudeste da Ucrânia, não ter oferecido munições nem armamentos para independentistas, nem ser parte do conflito.

    Tags:
    terrorismo, ebola, Estado Islâmico, David Cameron, Donbass, Síria, Ucrânia, Rússia, Grã-Bretanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik