22:33 23 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Aeroporto de Sharm el-Sheikh, no Egito

    EUA reforçam segurança aérea com medo de atentados terroristas

    © AFP 2018 / KHALED DESOUKI
    Mundo
    URL curta
    Queda do A321 russo no Egito (60)
    204

    O Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos (DHS) anunciou nesta sexta-feira um pacote adicional de medidas de precaução para voos comerciais internacionais, em meio a suspeitas de que o avião russo A321 que caiu no Egito no último final de semana tenha sido vítima de um ataque terrorista.

    Gravadores de voo do avião russo A321 que caiu no Egito
    © Foto : Press-service of Russian Emergency Situations Ministry
    Em comunicado oficial, o secretário do DHS, Jeh Johnson, informou que o seu departamento identificou uma série de esforços que podem ser adotados para aumentar a segurança da aviação civil no que diz respeito aos voos destinados aos EUA com origem em determinados aeroportos estrangeiros. Segundo ele, as autoridades norte-americanas estão prontas para oferecer assistência a certos países que estiverem interessados em aprimorar seus sistemas de segurança. 

    "Esses aprimoramentos são projetados para fornecer uma camada adicional de segurança ao público viajante, e serão adotados em consultas com governos estrangeiros relevantes e companhias aéreas, de passageiros e cargas, relevantes", afirmou Johnson.  

    No último sábado, 31, um Airbus A321 da companhia russa Kogalymavia (Metrojet), com 224 pessoas a bordo, caiu na Península do Sinai, no Egito, pouco depois de deixar a cidade balneária egípcia de Sharm el-Sheikh em direção a São Petersburgo, na Rússia. Embora as investigações ainda estejam em andamento, teorias sobre um possível ataque terrorista vêm recebendo forte respaldo internacional, inclusive da inteligência norte-americana. 

    Tema:
    Queda do A321 russo no Egito (60)

    Mais:

    Egito lamenta decisão russa de suspender tráfego aéreo
    Tags:
    avião, A321, terrorismo, ataque, atentado, segurança, Metrojet, Kogalymavia, Airbus, Jeh Johnson, São Petersburgo, Sharm El-Sheikh, Península do Sinai, Egito, Rússia, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik