05:29 23 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Airbus A321 da companhia russa Kogalymavia (Metrojet), que caiu na Península do Sinai

    Egito lamenta decisão russa de suspender tráfego aéreo

    © REUTERS / Kim Philipp Piskol
    Mundo
    URL curta
    Queda do A321 russo no Egito (60)
    5181

    O Cairo lamenta profundamente a decisão de Moscou de suspender os voos entre a Rússia e o Egito, declarou nesta sexta-feira a porta-voz do Ministério do Turismo do país africano, Rasha Azaizi.

    "Nós lamentamos essa decisão. Estamos muito tristes", disse Azaizi. 

    Mais cedo, o presidente russo, Vladimir Putin, concordou com um pedido do Serviço Federal de Segurança (FSB) da Rússia para suspender as comunicações aéreas com o Egito, pelo menos até o final da investigação oficial sobre o desastre com o Airbus A321 da companhia russa Kogalymavia (Metrojet), que caiu na Península do Sinai, no último sábado, matando as 224 pessoas a bordo. 

    De acordo com o Ministério do Turismo da Rússia, cerca de 45 mil cidadãos russos estão passando férias no Egito no momento.

    Em entrevista à imprensa russa, o governador da Província do Mar Vermelho disse que as autoridades egípcias estão prontas para reforçar as medidas de segurança nos aeroportos das zonas turísticas do país e discutir a questão com a Rússia, em meio a preocupações de que o avião russo tenha sido vítima de um ataque terrorista. 

    Tema:
    Queda do A321 russo no Egito (60)
    Tags:
    avião, A321, Serviço Federal de Segurança (FSB), Airbus, Kogalymavia, Metrojet, Vladimir Putin, Península do Sinai, Egito, Rússia, Moscou, Cairo
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik