23:11 25 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)
    15191
    Nos siga no

    O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, pediu às Nações Unidas nesta quinta-feira (5) que evite o uso de informações não confiáveis sobre a operação militar russa na Síria.

    No começo do dia, o chanceler manteve um encontro com o subsecretário-geral da ONU para Assuntos Humanitários, Stephen O'Brien.

    "O lado russo também levantou a questão da inadmissibilidade do uso de informações questionáveis sobre alegadas vítimas civis decorrentes da operação das forças aeroespaciais russas contra militantes do Estado Islâmico em documentos oficiais da ONU sobre a situação humanitária na Síria", disse o chefe da chancelaria russa, em briefing.

    A Rússia tem conduzido ataques aéreos de precisão contra as posições do grupo terrorista Estado Islâmico na Síria, a pedido do presidente Bashar Assad, desde o dia 30 de setembro. 

    Políticos e meios de comunicação ocidentais acusaram Moscou de atacar as facções da oposição supostamente “moderada” no país árabe, bem como de atingir civis durante os bombardeios. Tanto a Rússia quanto a Síria refutam as alegações.


    Tema:
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)

    Mais:

    França enviará navios de guerra para lutar contra o Estado Islâmico
    Estado Islâmico substitui Ucrânia na lista de fobias europeias
    Curdistão sírio: democracia, integração de minorias e luta contra Estado Islâmico
    Tags:
    bombas, operação, guerra, Força Aérea, terroristas, grupos moderados, oposição, civis, vítimas, ataques aéreos, Estado Islâmico, Nações Unidas, ONU, Bashar Assad, Stephen O'Brien, Sergei Lavrov, Ocidente, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar