23:13 24 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Bandeiras dos países do Mercosul

    Mercosul e UE devem fixar data para acordo comercial ainda este mês

    © AFP 2018 / Norberto Duarte
    Mundo
    URL curta
    331

    O Brasil quer definir a troca de ofertas entre Mercosul e União Europeia (UE) na última semana de novembro ou primeira de dezembro, informou hoje (4) o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira.

    De acordo com Vieira, o ministro das Relações Exteriores do Paraguai, Eladio Loizada, que atualmente ocupa a presidência do Mercosul, viajará para a Bélgica ainda este mês para reuniões com autoridades da UE e acordar uma data específica para a troca.

    “Ele vai à Bélgica se reunir com a comissária de Comércio, Cecilia Malmström, e outras autoridades da UE para estabelecer uma data. Do ponto de vista do Mercosul e do Brasil, nosso interesse é que o encontro para troca de ofertas se realize ainda este ano”, afirmou Vieira após reunião da Câmara de Comércio Exterior (Camex), no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

    O chanceler brasileiro informou que conversou por telefone com Cecilia Malmström e expressou o apoio do Brasil ao esforço do Mercosul para realizar a troca ainda este ano. “Tive contato faz umas três semanas. Disse que estávamos prontos para a troca de ofertas”, declarou Mauro Vieira.

    Em junho, Mercosul e União Europeia haviam combinado realizar a troca no último trimestre deste ano. A oferta de cada bloco econômico deve trazer uma lista de produtos que poderão ter tarifa zerada. Segundo o Itamaraty, para serem consideradas satisfatórias, é esperado que as ofertas desonerem de 85% a 95% do volume do comércio entre as partes.

    As negociações para um acordo entre Mercosul e UE começaram no fim da década de 1990 e, desde então, avançam de maneira inconsistente. Em 2004, chegou a ocorrer uma troca de ofertas entre os blocos, que não resultou em acordo.

    Em 2010, as negociações foram retomadas, mas a troca de ofertas agendada para 2013 acabou não ocorrendo, informou Agência Brasil.

    Mais:

    Acordo Mercosul-UE não pode destruir empregos, diz ministro argentino
    Brasil e Alemanha reafirmam cooperação para alavancar comércio Mercosul-União Europeia
    União e busca de novos mercados é a estratégia do Mercosul para avançar na crise mundial
    Tags:
    livre comércio, comércio exterior, comércio, acordo comercial, União Europeia, Mercosul, Cecilia Malmström, Eladio Loizada, Mauro Vieira
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik