09:25 18 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Simpatizantes realizam passeata em apoio ao Estado Islâmico em Mosul, no Iraque

    Estado Islâmico teria quase 30 mil combatentes estrangeiros

    © AP Photo / STR
    Mundo
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    4212

    O vice-ministro da Defesa russo, Anatoly Antonov, revelou um dado assustador sobre o tamanho do Estado Islâmico. Ele afirmou nesta quarta-feira (4), durante a Terceira Reunião Ministerial da Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), em Kuala Lumpur, que existem quase 30 mil combatentes estrangeiros no grupo jihadista.

    "Atualmente, há entre 25 mil e 30 mil combatentes estrangeiros dos países do Pacífico e, infelizmente, da Rússia, lutando pelo Estado Islâmico. Se eles voltarem para casa, levarão a violência e o extremismo, vão promover idéias radicais em nossos países ou tornarem-se organizadores de atentados”, alertou Antonov na reunião em que a Rússia participa como convidada.

    Soldados do Estado Islâmico em parada na cidade de Raqqa, Syria
    © AP Photo / Raqqa Media Center of the Islamic State group
    O Estado Islâmico, que ocupa um vasto território na Síria e no Iraque desde 2014, já teria recrutado centenas de militantes de todo o mundo. Entre seus principais métodos, está o uso de redes sociais na internet, o que deixa os braços da organização quase invisíveis, segundo os analistas.

    Na Síria, o governo pediu ajuda à Rússia para combater o Estado Islâmico. Desde 30 de setembro, a aviação russa tem feito incursões diárias sobre o território do país árabe, matando terroristas, destruindo instalações de infraestrutura do grupo e obrigando muitos militantes a fugirem. O Iraque também estuda solicitar o apoio russo contra os extremistas.

    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    Tags:
    combatentes, aviação russa, militantes, operação, preocupação, estrangeiros, jihadistas, ataques, violência, apoio, extremismo, redes sociais, ajuda, terrorismo, Internet, Associação de Nações do Sudeste Asiático (ASEAN), Estado Islâmico, Anatoly Antonov, Kuala Lumpur, Pacífico, Iraque, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik