07:49 14 Dezembro 2018
Ouvir Rádio
    Membros da Al-Qaeda posam para foto com os rostos cobertos

    Al-Qaeda apela à união dos jihadistas na luta contra Rússia

    © East News / Pacific Press
    Mundo
    URL curta
    14221

    O líder da organização terrorista al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, apelou aos muçulmanos para juntar esforços na luta contra a Rússia e os países ocidentais na Síria e no Iraque.

    Segundo a Reuters, em uma declaração divulgada na Internet, al-Zawahiri diz: “Os norte-americanos, russos, iranianos, alavitas e o Hezbollah coordenam a sua guerra contra nós. Será que não podemos parar a luta entre nós e dirigir os nossos esforços contra eles?”

    Ele acrescentou que a luta contra o seu movimento se realiza desde a região do Turquistão Ocidental até Marrocos.

    Não há informações sobre o local e a altura em que o vídeo foi gravado mas o fato de que o líder terrorista menciona a Rússia indica que deve ter sido feito já depois de 30 de setembro, quando a Força Aérea russa iniciou a sua operação na Síria.

    Na sua gravação de setembro, al-Zawahiri disse que o Estado Islâmico e o seu líder Abu Bakr al-Baghdadi são ilegítimos. O líder da al-Qaeda desmentiu as declarações de al-Baghdadi que é o líder de todos os muçulmanos e não reconheceu o califado do Estado Islâmico mas apelou aos seus militantes para se juntarem à al-Qaeda na luta contra a coalizão ocidental.

    O Estado Islâmico decretou a jihad (guerra santa) contra a Rússia depois de as suas posições na Síria terem tido bombardeadas pela Força Aérea russa. Especialistas pensam que a cooperação entre a al-Qaeda e o Estado Islâmico pode agravar mais a situação no Oriente Médio.

    Tags:
    jihad, luta, terrorismo, Al-Qaeda, Estado Islâmico, Ayman al-Zawahiri, Iraque, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik