03:47 23 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    4161
    Nos siga no

    A China fará tudo o que for necessário para defender a sua soberania no caso de Washington decidir reenviar os seus navios de guerra para o Mar do Sul da China. A declaração é do porta-voz do Ministério da Defesa chinês, Yang Yujun.

    "Nós convocamos os EUA a abandonar a via errada, mas se eles continuarem a insistir, vamos tomar todas as medidas necessárias. Nós vamos ser firmes na defesa da nossa soberania e segurança", disse Yang ao comentar os relatos de que os EUA estariam planejando enviar novos navios para o Mar do Sul da China. 

    Na última terça-feira, o Ministério das Relações Exteriores chinês informou que o destróier USS Lassen "entrou ilegalmente e sem autorização do governo chinês em águas perto das ilhas Nanshan".

    O porta-voz da chancelaria chinesa, Lu Kang, disse que Pequim "protesta fortemente e expressa o seu descontentamento" com o incidente.

    Alguns países mantêm reivindicações territoriais sobre o Mar da China Meridional. Os EUA consideram que são águas internacionais. A região é rica em pesca e minerais, sendo uma importante rota comercial.

    Mais:

    Para movimentar a economia, China permitirá segundo filho para todas as famílias
    Pequim e Washington farão teleconferência sobre invasão no mar do Sul da China
    França envia fragata para mar do Sul da China
    EUA vão pagar caro confronto com a China
    Tags:
    soberania, Mar da China, EUA, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar