06:02 24 Junho 2018
Ouvir Rádio
    Ministro da Educação e Ciência da Rússia, Dmitry Livanov

    BRICS assinam declaração sobre cooperação científica

    © Sputnik / Grigory Sysoev
    Mundo
    URL curta
    BRICS: organização do futuro (189)
    590

    Os ministros da Ciência, Tecnologia e Inovação dos países-membros do grupo BRICS assinaram uma declaração de cooperação que visa fomentar projetos conjuntos multilaterais de pesquisa científica.

    "A criação do conteúdo do nosso documento estratégico principal, a Declaração, assinala uma nova etapa no desenvolvimento das nossas relações na área da ciência e tecnologia. São passos importantes no caminho da formação de um espaço científico-tecnológico comum", frisou a vice-ministra da Educação e Ciência da Rússia, Lyudmila Ogorodova.

    A declaração adotada é o resultado principal do encontro dos ministros da Ciência, Tecnologia e Inovação dos BRICS, celebrado nesta quarta-feira (28) em Moscou.

    Rede

    Às margens do encontro, o ministro da Educação e Ciência russo, Dmitry Livanov, fez outras afirmações de interesse.

    Uma delas se refere à Rede Universitária dos BRICS, projeto comum cuja ideia foi proposta há duas semanas pelo reitor da Universidade de Relações Internacionais de Moscou (MGIMO), Anatoly Torkunov. A estimativa é que este projeto seja realizado em forma de uma infraestrutura internacional que irá facilitar o intercâmbio científico e a mobilidade acadêmica entre os BRICS.

    Chanceler e reitor de uma das maiores universidades russas na cúpula dos BRICS
    © Foto : Agência photohost do BRICS
    Segundo Livanov, a Rede Universitária dos BRICS começará a funcionar em 2016.

    "Desde o próximo ano letivo, uma estrutura em rede já estará funcionando, e muitos dos alunos, inclusive os russos, terão a possibilidade de cursar uma parte do seu ensino nas melhores universidades dos nossos parceiros dos BRICS", disse o ministro russo.

    Megainstalações

    Além disso, o ministro russo afirmou que a Rússia está já implantando cinco megainstalações científicas no seu território. Fez esta declaração depois do encontro dos ministros, no fórum Inovações Abertas.

    Megainstalações são projetos de pesquisa científica internacional que exigem a participação de diversos países, devido à envergadura dos projetos concretos.

    "Hoje, nós temos a possibilidade única de unificar os recursos da Federação da Rússia e de outros países que integram os BRICS, para a criação dessas e de outras grandes estruturas de pesquisa que permitirão aos nossos países manter-se na liderança nas áreas científicas correspondentes", ressaltou. 

    Fórum Inovações Abertas
    © Sputnik / Grigory Sysoev
    Fórum Inovações Abertas

    Em 2013, 15 universidades russas assinaram um convênio sobre a parceria em projetos semelhantes.

    O ministro sugeriu ainda a criação de um organismo único que iria regular as atividades no âmbito da megaciência nos BRICS.

    O encontro ministerial fecha a Cúpula Global das Universidades dos BRICS, que começou na segunda-feira (26).

    Tema:
    BRICS: organização do futuro (189)

    Mais:

    Cúpula das Universidades dos BRICS discute cooperação e integração acadêmica
    BRICS preparam projeto de 'educação global'
    Sergei Lavrov: BRICS quer o bem-estar e o desenvolvimento dos povos
    BRICS estudam nova forma de cooperação
    Irã pode aderir ao Banco dos BRICS
    Moscou sedia Cúpula Global das Universidades dos BRICS
    Encontro da Indústria e Comércio dos BRICS é via para integração dos países do bloco
    Tags:
    ciência, educação, universidade, Ministério da Educação, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, BRICS, Dmitry Livanov, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik