23:30 20 Novembro 2018
Ouvir Rádio
    A chanceler alemã, Angela Merkel, durante encontro com o presidente dos EUA, Barack Obama

    Jornalista chama Merkel de 'boneca americana' e a acusa de totalitarismo

    © REUTERS / Michael Kappeler
    Mundo
    URL curta
    11341

    O jornalista Henry Paul, da Contra Magazin, acusou a chanceler alemã, Angela Merkel, de transformar a Alemanha em um regime totalitário, implementando estratégias e planos traçados por potências estrangeiras e agindo como uma boneca dos Estados Unidos.

    De acordo com o autor, Merkel permitiu a Washington estabelecer uma censura total da mídia alemã, com o objetivo de manipular a população local através de programas e notícias favoráveis aos EUA. 

    Além disso, segundo Paul, a chanceler da Alemanha tem acompanhado em silêncio o crescente fluxo de refugiados para o seu país, sem oferecer qualquer medida efetiva para resolver a situação, que poderá se transformar em um problema incontrolável. 

    "O nosso povo poderá ser destruído. Nosso país pode ser tirado de nós. Nossa democracia já está dissolvida, e há o totalitarismo prevalecente e a ditadura pessoal da senhora Merkel", escreveu o jornalista. 

    Para finalizar, Henry Paul disse que a Alemanha se encontra em um estado de emergência, e que os habitantes do país devem resistir ao fluxo de refugiados antes que seja tarde demais. 

    "Se nós queremos salvar o nosso país e o nosso povo, e ter um futuro, medidas de coerção são necessárias agora". 

    Mais:

    Merkel recebe críticas do próprio partido pela política em relação aos imigrantes
    Merkel pede Europa mais ativa no processo político da Síria
    Alemanha se opõe a participação de Assad em governo de transição na Síria
    Entrada sutil: Alemanha espiona embaixadas na Europa
    Tags:
    ditadura, totalitarismo, refugiados, Contra Magazin, Angela Merkel, Henry Paul, Washington, EUA, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik