19:10 06 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)
    12523
    Nos siga no

    Nas últimas 24 horas, a aviação russa atacou alvos dos terroristas em seis províncias sírias.

    A Força Aeroespacial russa destruiu 285 instalações do Estado Islâmico e da Frente al-Nusra nos últimos três dias nas províncias sírias de Hama, Idlib, Latakia, Damasco, Aleppo e Deir ez-Zor, disse na segunda-feira (26) o Ministério da Defesa russo.

    O porta-voz do ministério acrescentou que a Força Aeroespacial russa realizou 164 ataques nos últimos três dias na Síria. O caça russo Su-25 destruiu três instalações do Estado Islâmico na província síria de Latakia, disse o general Igor Konashenkov.

    “O Su-25 atacou e destruiu três fortificações dos terroristas, equipadas com abrigos subterrâneos e morteiros”.

    A aviação russa também destruiu o armazém principal da Frente al-Nusra na província de Damasco, disse.

    Aviões militares russos atacaram e destruíram uma base do Estado Islâmico equipada com armas antiaéreas, morteiros e metralhadoras de grande calibre na província de Aleppo, disse Konashenkov.

    Além disso, em Aleppo, um Su-34 russo destruiu um centro de comando do Estado Islâmico que coordenava as operações militares dos jihadistas contra as Forças Armadas sírias perto da base aérea de Kowaires.

    “Um bombardeiro Su-34 realizou um ataque localizado perto da cidade de Zaytan, na província de Aleppo, contra um centro de comando do grupo terrorista Estado Islâmico, que havia sido descoberto por meios de reconhecimento aéreo. Este centro coordenava operações de combate contra o Exército sírio na zona da base área de Kowaires”, afirmou.

    Na província de Hama, um outro ataque aéreo russo destruiu uma fábrica dos terroristas onde os veículos eram equipados com metralhadoras pesadas, morteiros e sistemas anti-aéreos Zu-23.

    “Uma fábrica onde os terroristas instalavam metralhadoras pesadas, morteiros, sistemas antiaéreos Zu-23 sobre os veículos todo-o-terreno foi destruída na província de Hama. Em resultado do ataque aéreo, o edifício usado pelos terroristas para realizar trabalhos de reequipamento ficou completamente destruído pelo fogo”, destacou Konashenkov.

    A Força Aeroespacial russa tomou o controle das principais estradas na área do conflito na Síria, de maneira a cortar as rotas de fornecimento dos jihadistas.

    “Registramos movimentação de colunas de transporte que fornecem armas e munições aos militantes das províncias orientais e centrais da Síria, especialmente à noite”, disse Konashenkov acrescentando que isso primeiramente acontece nas províncias de Deir ez-Zor e Raqqa.

    O militar russo destacou que um Su-25 destruiu seis veículos que transportavam munições de artilharia para a província de Idlib. Um Su-25 lançou um ataque contra uma coluna de jihadistas.

    “Em resultado de um ataque localizado, três veículos todo-o-terreno equipados com metralhadoras pesadas e dois caminhões usados pelos terroristas para transportar armas foram destruídos”.

    Desde 30 de setembro, a aviação russa, após o pedido do presidente sírio, Bashar Assad, está realizando golpes aéreos contra alvos do Estado Islâmico na Síria. Durante o tempo transcorrido desde o início da operação, a Força Aeroespacial russa realizou cerca de 930 voos, eliminando centenas de terroristas, dezenas de postos de comando, armazéns e outros alvos e instalações dos terroristas. Além disso, 26 mísseis de cruzeiro, lançados por navios da Frota do Mar Cáspio, também atingiram alvos do Estado Islâmico.

    De acordo com os dados do Estado-Maior General da Federação da Rússia, os combatentes terroristas já começaram recuando, perdendo os armamentos e material bélico na linha de frente. Drones de reconhecimento russos aumentaram o número de voos para melhor controlar a situação.

    O presidente russo Vladimir Putin confirmou mais cedo que o período da operação militar russa na Síria será limitado pelos resultados da ofensiva do exército sírio, negando a possibilidade de uso das Forças Armadas da Rússia para ações militares terrestres.

    Tema:
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)
    Tags:
    operação, ataques aéreos, Estado Islâmico, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar