18:38 17 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Mikheil Saakashvili, governador da região de Odessa e ex-presidente da Geórgia

    Investigação sobre golpe de Estado na Geórgia respinga no ex presidente Saakashvili

    © Sputnik/ David Khizanashvili
    Mundo
    URL curta
    51924203

    As autoridades da Geórgia iniciaram uma investigação com base em informações da imprensa local sobre um complô, cujo objetivo era derrubar o atual governo do país.

    As investigações realizadas têm respingado no ex-presidente Mikhail Saakashvili, que atualmente exerce a função de governador da província ucraniana de Odessa, cargo para o qual foi nomeado em maio deste ano. 

    Saakashvili, que governou a Geórgia entre os anos de 2004 e 2013, é acusado por uma série de crimes em seu país, incluindo violações dos direitos humanos, abuso de poder, desvio de fundos e desfalque de mais de 5 milhões de dólares. A Geórgia pediu repetidamente à Ucrânia para extraditar Saakashvili.

    A mídia do país revelou que em 22 outubro Saakashvili se encontrou no aeroporto de Istambul com o ex-secretário do Conselho de Segurança do país Guigui Bokeria.

    Nesta reunião, os dois suspeitos teriam supostamente elaborado um plano visando um golpe de Estado na Geórgia nos próximos dias durante as marchas que serão realizadas no país em apoio à estação televisiva Rustavi 2, que atualmente encontra-se envolvida em uma disputa legal acerca da propriedade de suas ações.

    "Assistindo os relatos da imprensa e os dados do serviço de contra-espionagem, a Justiça deu início a uma investigação sobre uma conspiração para derrubar as autoridades", disse em comunicado a repórteres Levan Izoria, vice-ministro do Interior do país.

    Saakashvili também é conhecido por sua invasão fracassada à região da Ossétia do Sul em agosto de 2008, que coincidiu com os Jogos Olímpicos de Pequim e provocou uma resposta militar da Rússia. O conflito desastroso levou ao reconhecimento oficial por parte da Rússia da Ossétia do Sul e da Abkházia como Estados independentes.

    Mais:

    Mikhail Saakashvili é o novo assessor de Pyotr Poroshenko
    Moscou considera abertura do Centro de Treinamento da OTAN na Geórgia uma provocação
    Secretário-geral da OTAN visita a Geórgia
    Tags:
    corrupção, complô, golpe de Estado, crise ucraniana, Guigui Bokeria, Mikhail Saakashvili, Rússia, Ucrânia, Geórgia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik