10:49 07 Dezembro 2019
Ouvir Rádio
    Reunião entre os chanceleres de Rússia, Turquia, EUA e Arábia Saudita

    EUA, Rússia, Turquia e Arábia Saudita chegarão a um acordo sobre a crise síria

    © Sputnik / Russian Minitstry of Foreign Affairs
    Mundo
    URL curta
    16027
    Nos siga no

    Os Estados Unidos, Rússia, Turquia e Arábia Saudita chegarão a um consenso sobre uma solução comum para a crise síria. A avaliação é feita pelo cientista político turco, Turan Kislakci.

    O ministro das relações exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, se reuniu nesta sexta-feira (23) com os seus homólogos dos Estados Unidos, Turquia e Arábia Saudita, para debater a situação síria. 

    "A julgar pelos recentes acontecimentos e as declarações das diferentes partes, os principais atores já concordaram com os princípios da solução, agora é só acordar os detalhes do período de transição e o envolvimento das forças de oposição", disse Kislakci.

    Segundo o especialista, na Síria todo mundo está cansado da guerra e, eventualmente, o presidente Bashar Assad terá que sair.

    Quanto à operação aérea de Moscou iniciada em 30 de setembro contra o Estado islâmico, o cientista político acredita que esta ofensiva tem prejudicado a imagem da Rússia no Oriente Médio.

    “A Turquia poderia ajudar a Rússia a superar essa percepção negativa”, observou. 

    O conflito sírio se arrasta desde março de 2011 e já causou mais de 250 mil mortes, segundo os dados da ONU. 

    Mais:

    Aviação britânica só espera aval do Parlamento para atacar na Síria
    Kremlin: Ausência de poder central na Síria dificulta guerra contra o Estado Islâmico
    Tropas sírias avançam sobre posições extremistas e militantes fogem rumo à Turquia
    Mais de 300 terroristas mortos em província síria de Latakia
    Putin: objetivo dos EUA na Síria é tirar Assad do poder
    Putin: Assad disse estar preparado para o apoio da Rússia à oposição síria que combate EI
    Tags:
    Estado Islâmico, Sergei Lavrov, Turquia, Arábia Saudita, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar