02:01 28 Fevereiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    2271
    Nos siga no

    O presidente russo, Vladimir Putin, participou do fórum do Clube Valdai de Discussões Internacionais, em Sochi, nesta quinta-feira.

    O 12º encontro anual do Clube teve como tema "Sociedades Entre Guerra e Paz: Superando a Lógica de Conflito no Mundo do Amanhã". Em sua participação, o Presidente Putin abordou uma série de tópicos de grande interesse internacional.

    A ameaça do Estado Islâmico

    A captura de Bagdá, capital do Iraque, ou de Damasco, capital da Síria, daria ao Estado Islâmico uma base para expansão global, enfatizou Putin.

    "Apenas pensem: em caso de caputura de Damasco ou Bagdá, os terroristas praticamente ganhariam status de autoridade oficial", declarou o presidente russo. "A comunidade internacional deveria perceber com quem estamos lidando. Um inimigo, de fato, da civilização, da humanidade e da cultura mundial."

    Intercâmbio de informações

    Segundo Putin, Moscou e o Ocidente podem, em breve, começar a trocar informações sobre posições exatas dos terroristas na Síria.

    "Observamos que nos moldes da operação antiterrorismo, gradualmente, embora não tão rapidamente como gostaríamos, os contatos estão melhorando entre os departamentos de Defesa", disse Putin.

    "Também estamos perto de começar a trocar informações com nossos colegas ocidentais sobre as posições e as movimentações dos militantes."

    Armas nucleares

    "O advento de armas nucleares deixou claro que não há vencedores em um conflito global. Só pode haver um resultado: destruição mútua garantida."


    "A humanidade, em uma tentativa de criar armas mais destrutivas, deixou grandes guerras sem significado. A propósito, a geração de líderes mundiais dos anos 50-60-70 e até dos anos 80 realmente considerava o uso de força militar como uma medida excepcional."

    Putin, contudo, ressaltou que o efeito restritivo das armas nucleares foi desvalorizado no mundo de hoje. "Alguns até podem ter a ilusão de que em caso de um conflito mundial, um lado pode sair vitorioso sem consequências irreversíveis e inaceitáveis para os vitoriosos, como dizem os especialistas."

    Relações internacionais

    Ao abordar a competição política, militar e econômica no mundo, o líder russo ressaltou que essa disputa precisa estar alinhada com normas e regras morais.

    "É crucial que essa competição ocorra dentro dos moldes de certos morais políticos e legais. Do contrário, o conflito de interesses será repleto de crises profundas e falhas graves."


    Único objetivo: paz

    Putin reforçou novamente que a operação da Rússia na Síria é legítima.

    "Após o pedido das autoridades oficiais da Síria sobre o apoio, nós tomamos a decisão de iniciar a operação militar neste país. Mais uma vez eu destaco: ela (a operação) é completamente legítima. Seu único propósito é contribuir para a paz.”


    O líder russo disse também esperar que as ações da Força Aérea da Rússia possam ajudar as autoridades oficiais a “criar condições para ações no âmbito de uma resolução política.”

    O Clube Valdai, estabelecido em 2004, tem como objetivo promover diálogo entre a Rússia e a elite intelectual internacional e sediar análises científicas independentes e isentas de eventos sociais, políticos e econômicos na Rússia e no resto do mundo.

     

     

    Mais:

    Putin: único objetivo da Rússia na Síria é a paz
    Aprovação de Vladimir Putin chega a 89,9% e bate novo recorde
    Putin decide corrigir estratégia da segurança nacional da Rússia
    Putin virou líder mundial na luta contra o terrorismo, diz Kirchner
    Tags:
    informações, intercâmbio, paz, terrorismo, armas nucleares, Estado Islâmico, Vladimir Putin, Iraque, Síria, Rússia, Sochi
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar