18:27 25 Janeiro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 51
    Nos siga no

    A representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, Maria Zakharova, declarou que a catástrofe do voo MH17 na Ucrânia foi causada pelo fato de que Kiev não fechou o seu espaço aéreo durante a realização de operação militar com aviação e defesa aérea.

    “De acordo com a parte russa, a principal causa do acidente foi a de que as autoridades ucranianas ao usar a sua aviação na zona de conflito com armas pesadas e de defesa aérea, não fechou o seu espaço aéreo, tal como é exigido pelas normas internacionais”, afirmou a diplomata. 

    Além disso, Zakharova destacou que o único ponto do relatório elaborado pelos serviços especiais holandeses que a Rússia pode concordar é sobre a total responsabilidade da Ucrânia de não ter fechado o espaço aéreo. 

    Anteriormente, a diplomacia russa havia declarado que a Rússia sugeriria à Holanda que as investigações da tragédia do Boeing malaio MH17 fossem retomadas. 

    O avião da Malaysia Airlines que fazia o voo MH17 entre Amsterdã e Kuala Lumpur foi abatido em 17 de julho de 2014, no sudeste da Ucrânia, na região de Donbass. Todas as 298 pessoas a bordo da aeronave morreram no acidente.

    Mais:

    Mídia: Ocidente deveria pedir desculpas pela difamação contra Rússia sobre MH17
    Embaixador: Moscou conseguiu explicar sua posição sobre MH17
    Consórcio russo divulga relatório sobre voo MH17 e refuta versão holandesa
    Opinião: relatório sobre MH17 deixa espaço à imaginação
    Assista AO VIVO à apresentação da versão holandesa da queda do MH17 no leste da Ucrânia
    Tags:
    espaço aéreo, tragédia, MH17, Maria Zakharova, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar