13:57 16 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    333
    Nos siga no

    Após reunião em Londres, o primeiro-ministro britânico, David Cameron, prometeu ao presidente chinês, Xi Jinping, na quarta-feira (21), que trabalhará para a aprovação de um acordo de livre comércio entre a China e a União Europeia. O apoio foi antecipado mesmo não existindo estudos de viabilidade, segundo as partes.

    O presidente do Instituto de Reforma e Desenvolvimento da China, Chi Fulin, aplaudiu o empenho chinês e a decisão britânica.  Ele também antecipou as discussões sobre o tema deverão estar na pauta das possíveis viagens da chanceler alemã, Angela Merkel, e do presidente francês, François Hollande, a Pequim, em breve.

    “Eu acho que esse consenso alcançado pelos líderes chineses e britânicos é uma das maiores conquistas da visita do presidente Xi”, afirmou Chi Fulin ao China Daily.

    Xi Jinping está visitando o Reino Unido desde segunda-feira (19) e ficará até sexta-feira (23). Durante a viagem, já foram anunciados acordos bilaterais que somam US$ 62 bilhões, entre eles o investimento chinês de US$ 28 bilhões para a construção de uma usina nuclear para o fornecimento de energia elétrica para seis milhões de casas britânicas.

    Outro documento de destaque celebrado entre a China e o Reino Unido é no campo de petróleo e gás, somando US$ 4 bilhões. Os países ainda assinaram vários outros acordos, como no setor automotivo e de preservação do meio ambiente.

    Tags:
    meio ambiente, setor automotivo, investimentos, usina nuclear, viagem, visita, livre comércio, apoio, tratado, acordo, gás, petróleo, União Europeia, Instituto de Reforma e Desenvolvimento da China, François Hollande, Chi Fulin, Angela Merkel, David Cameron, Xi Jinping, Alemanha, França, Londres, Pequim, China, Reino Unido, Grã-Bretanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar