01:05 17 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Manifestantes em apoio a Putin e à ajuda russa na Síria (arquivo)

    Putin virou líder mundial na luta contra o terrorismo, diz Kirchner

    © Sputnik / Andrei Stenin
    Mundo
    URL curta
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)
    8451

    O presidente da Rússia, Vladimir Putin, tornou-se um líder na luta contra o terrorismo e nos esforços para "derrubar hipocrisias", afirmou nesta quarta-feira a presidente da Argentina, Cristina Kirchner.

    A decisão de Putin de combater o Estado Islâmico na Síria "fez dele um líder global na luta contra o terrorismo para o mundo inteiro ver; acredito que isto é muito bom porque ajuda a derrubar hipocrisias, a fazer com que as pessoas possam ver as coisas com mais clareza, e a destravar a situação no Oriente Médio", afirmou a chefe de estado à rede RT.

    Kirchner, pouco depois de conversar com Putin em uma videoconferência que comemorou os 130 anos das relações diplomáticas entre os dois países, destacou que o discurso dado pelo presidente russo em setembro, na Assembleia Geral da ONU, foi "estupendo".

    Putin "disse que precisava precisava haver uma decisão real de combater o terrorismo, mas todos os terrorismos, que não existe terrorismo bom e terrorismo mau", destacou a líder argentina.

    Para Kirchner, a chave da crise no Oriente Médio continua sendo a situação da Palestina. "Se se quer combater o terrorismo a sério, o primeiro que todos países da ONU precisam fazer é reconhecer o Estado Palestino como soberano", afirmou.

    Na videoconferência desta quarta-feira, Putin e Kirchner destacaram o avanço de projetos conjuntos, em especial a construção de uma central hidrelétrica na província argentina de Neuquén, e os acordos de cooperação entre a petroleira russa Gazprom e a argentina YPF.

    Tema:
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)

    Mais:

    Jimmy Carter diz que enviou a Putin mapa de posições do Estado Islâmico na Síria
    Conheça o segredo da operação russa na Síria: pilotos têm rituais especiais
    Qatar não descarta realizar invasão militar na Síria
    Kremlin: Estado Islâmico tenta formar coalizão contra tropas do governo na Síria
    Tags:
    terrorismo, combate, videoconferência, Estado Islâmico, Assembleia Geral da ONU, ONU, Cristina Kirchner, Vladimir Putin, Argentina, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik