08:38 21 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Colônia, Alemanha

    Gangue acusada de roubar igrejas e escolas na Alemanha para financiar o Estado Islâmico

    © flickr.com/ Axel Naud
    Mundo
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    0 61

    Oito jovens estão sendo julgados na cidade alemã de Colônia por suposto roubo de igrejas e escolas com o objetivo de financiar o grupo terrorista Estado Islâmico. A promotoria acusa a quadrilha de ter saqueado €19.000 em mercadorias, bem como de causar danos graves à propriedade pública e privada.

    A segurança foi reforçada em torno do Tribunal Regional de Colônia. 

    Os crimes supostamente foram cometidos entre 2011 e 2014, período em que a gangue teria roubando caixas de coleta, cruzes e outros artigos religiosos de igrejas, num valor estimado de €10.000.

    Além disso, eles também saquearam escolas, levando laptops, dinheiro e um cartão usados para ajudar a financiar o Estado Islâmico, segundo afirmou a principal promotora do caso, Nadja Gudermann, citada pelo jornal Local.

    Não se sabe, entretanto, quanto dinheiro teria sido transferido para os militantes extremistas na Síria. 

    Já o líder da gangue, de 26 anos, teria sido identificado como um cidadão marroquino que supostamente passara por um campo de treinamento jihadista no Oriente Médio. Segundo os promotores, o suspeito já apareceu anteriormente em um vídeo, postado no YouTube, em que conclamava os muçulmanos a lutar pelo Estado Islâmico.

    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)

    Mais:

    Síria nega participação russa nos combates por terra contra o Estado Islâmico
    Síria: Em 15 dias, Rússia fez mais contra o Estado Islâmico do que os EUA em um ano
    Chanceler Merkel vestida de xador causa escândalo na Alemanha
    Tags:
    extremismo, militantes, escolas, igrejas, dinheiro, terrorismo, financiamento, roubo, jovens, quadrilha, gangue, Estado Islâmico, Europa, Síria, Alemanha, Colônia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik