21:20 20 Julho 2018
Ouvir Rádio
    Habitantes locais perto da placa memorial no dia de cerimônia em homenagem das vítimas do atentado na escola em Beslan

    Mídia norte-americana justifica atentados na Rússia

    Evgeny Biyatov
    Mundo
    URL curta
    42351

    O canal norte-americano CNN lembrou, em um recente programa, as campanhas militares russas na Chechênia e os atentados em Beslan e Moscou nos inícios de 2000, organizados por militantes chechenos. Ao mesmo tempo, o canal chama os terroristas de rebeldes e apresenta Moscou como culpada daqueles eventos sangrentos.

    A operação russa na Síria contra os terroristas do Estado Islâmico incomoda os mídia ocidentais. Assim, o canal CNN em uma reportagem sobre as possíveis consequências dos ataques russos na Síria afirma que os terroristas podem penetrar na Rússia para realizar atentados. A Rússia bombardeia os terroristas na Síria mas estes acabarão por se vingar, de acordo com o CNN.

    O correspondente do CNN Matthew Chance disse que a Rússia se envolveu na guerra na Síria mas que Moscou está preocupada com as possíveis consequências: um ataque contra a Rússia como forma de vingança dos terroristas. 

    Sim, isso é possível. Entre os membros do Estado Islâmico estão de cerca de 7 mil indivíduos naturais de antigas repúblicas soviéticas. Esta é uma das principais razões que explicam porque a Rússia se envolveu na guerra da Síria. Mas a reportagem do CNN tira outras conclusões, não muito legítimas.

    “O ataque a um teatro em Moscou em 2002, quando os rebeldes chechenos retiveram todos como reféns na sala de espetáculos. As forças especiais russas usaram um gás misterioso de efeito letal. Em resultado disso, morreram 130 reféns”, afirmou Chance.

    Os terroristas pretendiam matar mais de 900 pessoas inocentes, entre os quais estavam crianças. Mas o CNN chama os terroristas de rebeldes e apresenta os agentes das forças especiais russas como assassinos. E isto ainda não é tudo. 

    “Em 2004 na cidade de Beslan [na república russa de Ossétia do Norte – Alânia] foram mortas mais de 300 pessoas, inclusive 186 crianças, que haviam sido feitos reféns em uma escola no primeiro dia do ano letivo. As ferozes campanhas militares de Moscou na Chechênia, onde a maior parte da população professa o Islã, e outras regiões instáveis do sul da Rússia levaram a uma série de acontecimentos horríveis”, declarou o jornalista norte-americano.

    Assim, o CNN dá a entender que a Rússia é culpada da morte de todas aquelas crianças por causa da sua política dura em relação à Chechênia…. e assim, parece justificar as ações dos terroristas. Os terroristas, que mataram e flagelaram crianças, os seus pais e professores, não lhes permitam comer e beber. Uma coisa é o canal se recusar a chamar terroristas aos terroristas, outra coisa é tentar apresentar justificações para as ações hediondas destes mesmos terroristas.

    Na opinião de Matthew Chance, Moscou “receia que um dia a campanha russa na Síria se volte conta a própria Rússia“.

    O desrespeito pelas vítimas dos atentados ocorridos na Rússia a favor de uma evidente propaganda política é algo verdadeiramente vergonhoso.

    Tags:
    mentira, mídia, terrorismo, CNN, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik