23:12 25 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    BRICS: organização do futuro (189)
    11340
    Nos siga no

    Para que o intercâmbio comercial entre a Rússia e o Brasil atinja a meta de 10 bilhões de reais, é preciso que os países aumentem o grau de cooperação na área industrial.

    Esta opinião, que pertence ao secretário de Desenvolvimento da Produção do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Carlos Gadelha, foi expressada por ele em um comentário exclusivo à Sputnik às margens do encontro de ministros da Indústria dos BRICS nesta terça-feira (20) em Moscou.

    “Pela primeira vez, os BRICS se encontram para cooperação em produção, para se integrar melhor nas cadeias globais de valor. A cooperação com a Rússia tem um papel estratégico em diversas áreas: a espacial, a da tecnologia, mineração, biotecnologias, da saúde. Então, nós vemos este momento como um momento único. Sem cooperação produtiva, não há avanço comercial”, disse o secretário.

    Ele lembrou o patamar de 10 bilhões de dólares é a meta do comércio dos dois países e que ambos fazem parte do grupo BRICS. Notando que agora, as exportações e as importações entre a Rússia e o Brasil estão em um patamar de 6-7 bilhões de dólares, destacou que “nós precisamos de cooperar no setor produtivo e no setor industrial” para fazer este aumento de 30%.

    “Isto coloca uma nova agenda para a relação Brasil-Rússia e para os BRICS, cooperação não apenas na diplomacia, mas na cooperação industrial também”, frisou.

    Tema:
    BRICS: organização do futuro (189)
    Tags:
    Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), BRICS, Carlos Gadelha, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar