03:10 10 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)
    391195
    Nos siga no

    As ações da Força Aérea russa na Síria são muito eficazes, tornando possível que o Estado Islâmico seja logo derrotado e que os refugiados sírios consigam voltar para casa, afirma um analista político da George Washington University.

    As forças armadas de Rússia e Síria estão utilizando novos métodos de combate contra militantes do Estado Islâmico, afirmou o analista político Nabil Michael em entrevista à Press TV.

    "Nas duas guerras do Golfo (Pérsico), a técnica era adotar uma campanha de bombardeio pesado que duraria um mês ou seis semanas e então as forças terrestres entrariam."

    Neste caso, no entanto, "as forças armadas da Síria e os conselheiros russos não esperaram cinco, seis semanas para o início de um avanço terrestre; muito pelo contrário. Apenas alguns dias depois, deram sequência ao que as forças aéreas conquistaram, varrendo o cenário", explicou Michael.

    O analista disse ainda que a Rússia posicionou sua estrutura de estratégia e força de um modo que tornou-se um ímã para os esforços de outras forças.

    "Milícias xiitas e curdas, sunitas e cristãos vão considerar a presença russa atrativa. É por isso que espero a rendição das tropas do Estado Islâmico. Em breve, veremos muitas cenas de rendição nas telas de TV e ouviremos sobre isso no rádio", afirmou o especialista.

    Michael também afirmou que há esforços coordenados entre diferentes milícias — curdas, xiitas, sunitas e cristãs — com soldados russos/sírios/iraquianos, e que isso ajudará a dar mais amplitude à campanha.

    Tema:
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)

    Mais:

    Rússia está disposta a dialogar com os EUA sobre a Síria 'em qualquer formato'
    Sírios agradecem à Rússia pela luta contra o Estado Islâmico
    Ações da Rússia na Síria dividem OTAN
    Rússia realiza 60 ataques na Síria, atingindo 51 alvos
    “Ataques aéreos da Rússia na Síria expuseram a mentira dos EUA”
    Tags:
    terrorismo, combate, guerra, estratégia, Estado Islâmico, Síria, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar