10:15 20 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    083
    Nos siga no

    Nesta tarde (18) Barack Obama se dispôs de tomar medidas para levantar as sanções contra o Irã, conforme os acordos alcançados sobre o programa nuclear.

    No documento divulgado pela Casa Branca e endereçado ao secretário de Estado das Finanças, se diz:

    “Incumbo-o de tomar todas as medidas adicionais necessárias para assegurar uma realização rápida e eficaz dos compromissos dos EUA expostos no plano de ação conjunta, de acordo com as leis norte-americanas”.

    Ao mesmo tempo, o presidente alemão Frank-Walter Steinmeier disse hoje que as sanções impostas ao Irã serão levantadas somente no fim de janeiro. 

    Hoje as partes começam a implementar os seus compromissos de acordo com o Plano Conjunto e Compreensivo de Ação (Joint Comprehensive Plan of Action, JCPOA, em inglês). Quando a maioria dos compromissos for cumprida, as sanções serão levantadas.

    “É certo que isto não acontecerá antes do fim de janeiro. Agora a questão é que o Irã mostre que cumpre os seus compromissos”, cita Steinmeier a agência Reuters.

    Por sua vez, o Irã informou a Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) de que começaria a implementar o protocolo adicional ao acordo sobre as garantias que dá à agência de acesso alargado à informação sobre a atividade nuclear iraniana.

    O JCPOA, firmado pelo Irã e pelo sexteto (Rússia, EUA, Reino Unido, França, China e Alemanha) em 14 de julho deste ano, tem como objetivo garantir o monitoramento das atividades do programa nuclear civil iraniano, em troca do alívio gradual das sanções impostas a Teerã.

    Mais:

    Irã e Japão vão expandir cooperação em segurança nuclear
    Tags:
    EUA, Alemanha, Irã, Barack Obama, Frank-Walter Steinmeier, Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), programa nuclear iraniano, sexteto
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar