00:36 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Donald Trump

    Presidenciável: Oriente Médio poderia ser um lugar melhor, não fosse EUA

    © REUTERS/ Dominick Reuter
    Mundo
    URL curta
    16311

    Analistas opinam que Donald Trump estava certo quando disse que a situação no Oriente Médio seria melhor hoje-em-dia se Saddam Hussein e Muammar Kadhafi tivessem permanecido no poder.

    Baseando-se no artigo do jornal israelense Haaretz, o portal analítico What They Say about USA (O Que Dizem Sobre os EUA) destacou uma das últimas declarações de um candidato à presidência dos EUA do partido republicano, o bilionário Donald Trump, sobre a situação no Oriente Médio no artigo publicado nesta quarta-feira (14).

    "Qual é a sua opinião, senhor Trump? Acha que o Oriente Médio poderia ser um lugar melhor hoje, se Saddam Hussein e Muammar Kadhafi permanecessem no poder, e Bashar Assad tivesse uma posição mais dominante?", perguntou o jornalista do canal de TV norte-americano NBC Chuck Todd, e Donald Trump respondeu: "Claro que sim! Não tenho dúvidas disso!"

    Lembrando a história de Saddam Hussein, o artigo destacou que os EUA travaram uma longa guerra no Iraque e, como resultado, cerca de meio milhão de iraquianos morreu. Segundo o artigo, na altura muitas pessoas estavam de opinião que nada pode ser pior do que Saddam Hussein. E o Iraque atual? Continua com problemas, obviamente.

    E sobre o caso de Muammar Kadhafi que chefiou a Líbia o portal escreveu que ele foi o "ditador vicioso", que torturava os seus oponentes políticos. Mas, semelhante ao caso do Iraque, após a ditadura a situação tornou mesmo mais grave.  O instituto Brookings em Doha diz que 400 mil líbios foram forçados a se tornar refugiados até a primavera de 2015. 

    Os analistas do site comentaram a posição do político norte-americano escandaloso assim: "A postura de Donald Trump mostra uma inclinação crescente contra o intervencionismo".

    Mais:

    Mídia israelense: Fraqueza de Obama levou o Oriente Médio a se voltar para a Rússia
    Tags:
    analista, Donald Trump, Oriente Médio, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik