05:24 11 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    108
    Nos siga no

    A Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC) informou que durante a reunião de vice-secretários dos Conselhos de Segurança de seus países-membros foi denunciada a presença de 2 a 3 mil combatentes da organização terrorista Estado Islâmico em território do Afeganistão.

    A reunião dos vice-secretários, presidida pelo secretário geral da organização, Nikolai Bordyuzhi, foi realizada nesta quarta-feira, 13, e contou com a participação de embaixadores do Irã e da Rússia, bem como de representantes da embaixada da China.

    "Os participantes da reunião destacaram que o Afeganistão é uma fonte de reais ameaças para os países-membros da OTSC… Destacou-se o surgimento de combatentes do EI em território afegão, cujo número já é estimado entre 2 e 3 mil pessoas. Foi manifestada a preocupação sobre uma possível deterioração da situação na linha da fronteira entre Afeganistão e Turcomenistão" – diz um comunicado publicado no site da OTSC.

    Destacou-se ainda um aumento do fluxo ilegal de narcóticos vindos do Afeganistão, bem como o aumento da atividade de grupos islâmicos radicais e extremistas no país, com o consequente perigo de sua penetração em países da região da Ásia Central. Participantes da reunião relataram que talibãs chegaram à fronteira do Tadjiquistão e já controlam 60% das áreas fronteiriças do Afeganistão.

    Mais:

    Lavrov: resolução do conflito sírio e combate ao terrorismo são coisas diferentes
    Países 'libertados' pelos EUA pedem ajuda à Rússia
    Obama finalmente se desculpa por ataque a hospital do Afeganistão
    Tags:
    preocupação, terrorismo, Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC), Talibã, Estado Islâmico, Turcomenistão, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar