16:58 21 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Ataque nos arredores de Damasco, Síria, 17 de maio de 2015

    EUA se recusam a condenar ataque contra embaixada russa na Síria

    © REUTERS / Yaseen Al-Bushy
    Mundo
    URL curta
    032
    Nos siga no

    A Rússia lamenta que os Estados Unidos tenham se recusado a assinar a declaração do Conselho de Segurança da ONU que condena o ataque contra a embaixada russa em Damasco realizado ontem (13), disse o ministro de Relações Exteriores, Sergei Lavrov.

    “Divulgamos o texto habitual que tem sido usado pelo Conselho de Segurança por muitas vezes quando aconteceram atentados na Europa, na África e em outras áreas do mundo”, disse Lavrov na câmara baixa do parlamento russo. 

    Segundo o ministro russo, os norte-americanos se recusaram a reconhecer o acontecimento como um atentado. A parte norte-americana propôs denominá-lo “ataque” e acrescentar que a responsabilidade pela segurança das missões diplomáticas é da parte anfitriã, ou seja, de Damasco.

    Maria Zakharova, representante oficial do Ministério das Relações Exteriores russo, comentou a posição norte-americana.

    “Graças a Deus, não houve vítimas. Ao invés de condenar o ataque terrorista, os americanos propuseram-nos colocar toda a responsabilidade sobre as autoridades em Damasco que devem garantir a segurança das missões diplomáticas”, escreveu Zakharova na sua página no Facebook.

    Também lembrou o assassinato do embaixador norte-americano na Líbia, quando os EUA acusaram terroristas do acontecido. Partindo das declarações de hoje, na altura deviam ter dito que “as autoridades líbias guardaram mal o consulado e os terroristas não tiveram nada a ver com isso”, disse Zakharova. 

    “É tempo de chamar as coisas pelos seus nomes, mal é mal, bem é bem. Tal atitude em relação ao terrorismo, quando a condenação depende do país onde foi realizado o atentado, é que é má, muito má! ”, afirmou Zakharova.

    Na terça-feira (13), dois morteiros atingiram a área da embaixada russa. Como resultado do ataque, o edifício da missão diplomática da Rússia sofreu danos.

    Tags:
    condenação, atentado, Conselho de Segurança da ONU, Maria Zakharova, Sergei Lavrov, EUA, Rússia