11:20 15 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    A guerra civil no Iêmen já provocou quase cinco mil mortes.

    Míssil atribuído à coalizão liderada pela Arábia Saudita atinge mais um casamento no Iêmen

    © AFP 2019 / Abdullah al-Qadry
    Mundo
    URL curta
    Por David Júnior
    107
    Nos siga no

    Pelo menos 26 pessoas morreram após um míssil acertar uma festa de casamento no Iêmen nesta quinta-feira (8). O foguete, segundo habitantes locais, foi disparado pela coalizão liderada pela Arábia Saudita. O número de vítimas fatais é baseado em informações de fontes médicas, que acrescentaram que 40 convidados ficaram feridos.

    A festa estava acontecendo em Sanban, que fica a 100 km da capital Sanaa. Os convidados aguardavam a chegada dos noivos quando o míssil acertou a casa. Entre os mortos estão 15 crianças, incluindo três irmãos, e 17 mulheres.

    Caso se confirme que o foguete partiu da coalizão liderada pela Arábia Saudita, este será o terceiro caso recente que os militares do grupo de países matam civis. No dia 28 de setembro, em outra festa de casamento, mais de 100 pessoas perderam suas vidas após um ataque comandado por Riad.

    O Iêmen sofre desde setembro do ano passado com uma violenta guerra civil. Na oportunidade, xiitas houthis tomaram o poder em Sanaa. O então presidente iemenita, Abd Rabbo Mansour Hadi, fugiu para a Arábia Saudita em março e recebeu o apoio de Riad, que começou a bombardear as posições houthis.

    A ONU calcula que os conflitos já mataram quase 5 mil pessoas e feriu 25 mil. Em consequência da violência e da instabilidade no país, aconteceram mais de 1,4 milhões de deslocamentos de iemenitas.

    Tags:
    bomba, festa, casamento, foguete, míssil, ataque, Houthis, Abd Rabbo Mansour Hadi, Sanban, Riad, Sanaa, Iêmen, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar