21:37 22 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    1471
    Nos siga no

    O ex-oficial de contraterrorismo da CIA e do Comitê de Relações Exteriores do Senado norte-americano, John Kiriakou, afirmou que o Congresso dos EUA arma os extremistas do Estado Islâmico ao fornecer armamentos para o Exército Livre da Síria, dita oposição “moderada” ao presidente sírio Bashar Assad.

    “Eles (Exército Livre da Síria) não ajudam em tudo. Apoiando-os só pioraram as coisas. A maioria das armas norte-americanas que foi enviada para eles só encontrou seu caminho nas mãos do Estado Islâmico. O Congresso pagou por armamento para o Estado Islâmico”, frisou Kiriakou.

    Segundo ele, as forças jihadistas na Síria tinham sido capazes de utilizar equipamentos modernos enviados pelos EUA ao Exército Livre, assim como seus aliados no Iraque. A ideia norte-americana de “uma oposição liberal democrática amante da liberdade e da paz, uma alternativa ao presidente sírio, era apenas um disparate”, afirmou Kiriakou. Os EUA deveriam ter ficado de fora em vez de piorar a situação, acrescentou o ex-oficial da CIA.

    O Exército Livre da Síria é uma facção de oposição armada, mas considerada “moderada” por países ocidentais, que está lutando contra o exército leal a Bashar Assad desde o início da guerra civil, em 2011. No ano passado, o Congresso norte-americano destinou US$ 500 milhões ao grupo para criar uma força de mais de 5.000 homens até o final de 2015.

    Tema:
    Estado Islâmico: pior ameaça mundial (299)
    Tags:
    EUA, Síria, Bashar Assad, John Kiriakou, Estado Islâmico, CIA, Congresso dos EUA, Exército Livre da Síria, oposição, apoio, armas, fornecimento, armamento, equipamentos, envio, ex-oficial
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar