01:36 02 Dezembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 192
    Nos siga no

    Em discurso para os comandantes da Marinha da Guarda Revolucionária do Irã, nesta quarta-feira (7), o líder supremo do país, aiatolá Ali Khamenei, fechou as portas para futuras negociações entre seu país e os EUA. Ele afirmou que seu país levou somente desvantagem nas conversas internacionais.

    “As negociações com os EUA abrem portões para sua influência econômica, cultural, política e de segurança. Até durante as negociações nucleares eles tentaram afetar nossos interesses nacionais”, revelou Ali Khamenei.

    A decisão de Khamenei de banir novas negociações com representantes norte-americanos acontece três meses depois do Irã fechar um acordo com o sexteto (Rússia, EUA, China, Alemanha, Reino Unido e França) sobre o programa nuclear iraniano. A posição contraria a anunciada pelo presidente da República Islâmica, Hassan Rouhani de dialogar com todos em busca de soluções dos problemas globais.

    As potências internacionais e Teerã fecharam um acordo para a suspensão das sanções ao Irã. Os representantes da ala radical do país, porém, ainda tentam impedir que o documento seja ratificado pelo governo.

    Tags:
    interesse nacional, influência, suspensão, sanções, acordo nuclear, programa nuclear, negociações, banir, proibição, Guarda Revolucionária do Irã, Hassan Rouhani, Aiatolá Ali Khamenei, França, Reino Unido, Alemanha, Rússia, China, EUA, Teerã, Irã
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar