11:19 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Hospital da ONG Médicos Sem Fronteiras, em Kunduz, no Afeganistão, após o ataque aéreo dos EUA.

    Kathy Kelly: EUA tentarão fugir de responsabilidades por ataque aéreo a hospital em Kunduz

    © AP Photo/ Médecins Sans Frontières via AP
    Mundo
    URL curta
    Afeganistão entre OTAN e Talibã (109)
    0 42281

    A co-coordenadora da ONG Voices for Creative Nonviolence, Kathy Kelly, afirmou na segunda-feira (5) que o ataque aéreo dos EUA a um hospital na cidade afegã de Kunduz é um crime de guerra flagrante que Washington provavelmente tentará fugir de suas responsabilidades.

    No sábado (3), uma série de bombardeios aéreos atingiu um hospital em Kunduz. Cerca de 200 pessoas estavam no local. Pelo menos, 22 morreram, incluindo 12 membros da equipe do Médicos Sem Fronteiras (MSF). De acordo com a ativista da paz, os EUA foi o responsável pelo atentado, especialmente porque os talibãs não têm a capacidade de realizar ataques pelo ar.

    “É óbvio que um crime de guerra foi cometido (em Kunduz). Se a Rússia fizesse isso em outro país, podem apostar que seria considerado como tal (crime de guerra)”, disse Kelly.

    A ativista lembrou que houve inúmeros casos de vítimas civis de ataques aéreos dos EUA e incursões noturnas no Afeganistão, junto com alegações de tortura. “Washington sempre responde  dizendo que ‘está sob investigação’”.

    Na segunda-feira (5), o comandante da operação norte-americana Resolute Support Geral, John Campbell, confirmou que as forças afegãs solicitaram ataques aéreos dos EUA para eliminar a ameaça talibã.

    Kathy Kelly é uma das mais destacadas ativistas pela paz norte-americana. Ela tem revelado as atrocidades cometidas por tropas de seu país nas guerras recentes, como no Iraque, e no Afeganistão. Por conta de seu trabalho pelos direitos humanos, já foi presa mais de 60 vezes nos EUA e no exterior.

    Tema:
    Afeganistão entre OTAN e Talibã (109)
    Tags:
    responsabilidade, ataque aéreo, crime de guerra, fuga, hospital, Voices for Creative Nonviolence, Médicos Sem fronteiras, Talibã, John Campbell, Kathy Kelly, Kunduz, Iraque, Afeganistão, EUA, Washington, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik