01:11 20 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Pilotos russos do caça Su-34 na base aérea na Síria

    Oposição síria pede ajuda russa no combate ao Estado Islâmico

    © Sputnik / Dmitriy Vinogradov
    Mundo
    URL curta
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)
    11320

    O chanceler russo Sergei Lavrov declarou que a Rússia está pronta a estabelecer contatos com o Exército Livre da Síria e pediu a Washington que forneça os dados relevantes. Por sua vez, o grupo da oposição síria também está disposto a cooperar com a Rússia, disse um representante oficial em entrevista exclusiva.

    Sergei Lavrov afirmou que pediu a John Kerry, secretário de Estado americano, para que os EUA forneçam informação sobre a posição do Exército Livre da Síria e os seus dirigentes.

    “Nós até estaremos dispostos, se este é na verdade um grupo armado da oposição patriótica composto por sírios e que mantém a capacidade de ação, estamos dispostos a estabelecer contatos com ele, não o escondemos. Mas por enquanto, ninguém nos disse isso”, afirmou o ministro das Relações Exteriores russo, afirmou o ministro das Relações Exteriores russo.

    Um representante do destacamento Burkan el-Fırat, que faz parte do Exército Livre da Síria, Serwan Devrish comentou os bombardeios russos dos terroristas em entrevista exclusiva à Sputnik. 

    “Já assinalávamos muitas vezes que apoiaríamos aquela força que desse passos reais para combater os terroristas do Estado Islâmico (EI). O EI é uma organização de grande escala que representa uma ameaça a todos e,  por isso, somente uma operação complexa e bem preparada pode ser eficaz. Apoiamos a operação antiterrorista contra o EI e consideramos que é um passo extremamente importante para eliminar esta ameaça”, disse Serwan Devrish.

    No entanto, o representante acrescentou que ataques aéreos não bastam. Por isso pediu a Moscou para fornecer armas:

    “O EI não pode ser eliminado somente com ataques aéreos. São as tropas de autodefesa curda e o Burkan el-Fırat que combatem mais eficazmente contra o EI em terra. Somos nós que lutamos face a face com os jihadistas, que recebemos o golpe principal. Com apoio dos aviões da coalizão, conseguimos forçar os jihadistas a deixar Kobane, Tell Abyad, Sirrin, Ain Issa e Mebruk. Pedimos à Rússia para nos ajudar com armamentos no combate ao EI. Juntando as nossas forças no âmbito das operações aérea e terrestre, poderemos efetuar golpes destruidores contra o EI”.    

    Ao mesmo tempo, os EUA e os aliados vão dar passos para se opor à Rússia tomando em conta a sua operação na Síria.

    Ashton Carter, chefe do Pentágono, afirmou durante o discurso em Madrid, citado pela agência Bloomberg:

    “Os EUA e aliados vão dar passos para se opor à Rússia. As ações da Rússia levaram à escalada da guerra na Síria. Apelamos à Rússia para agir com segurança. Estamos abertos para a cooperação futura com a Rússia”. 

    Sergei Lavrov disse que não tinha conhecimento dos planos americanos de fazer frente às ações das forças aeroespaciais russas.

    A Rússia iniciou sua ofensiva aérea contra as posições do Estado Islâmico na Síria na quarta-feira (30) em resposta a um pedido oficial de ajuda militar apresentado por Damasco. Ataques lançados pelos caças Su-34, Su-24M e Su-25 já destruíram uma série de alvos objetos da infraestrutura do Estado Islâmico e danificaram significativamente a rede de comendo dos militantes.

    O embaixador sírio na Rússia, Riad Haddad, confirmou que foram realizados ataques aéreos do exército sírio, apoiados pelas forças aeroespaciais russas, contra organizações terroristas armados, e não fações da oposição política ou civis.

    Tema:
    Rússia combate Estado Islâmico na Síria (291)

    Mais:

    Oposição síria pretende mudar a Constituição
    Rússia destrói centros de treinamento do Estado Islâmico (vídeo)
    Estado-Maior russo: combatentes do Estado Islâmico se dirigem à Europa
    Tags:
    oposição, Guerra Civil Síria, Estado Islâmico, Sergei Lavrov, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar