08:03 23 Julho 2019
Ouvir Rádio
    O ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Su Yong, discursa na ONU.

    Coreia do Norte cobra na ONU um tratado de paz com Seul

    © REUTERS / Eduardo Munoz
    Mundo
    URL curta
    0 82

    O ministro das Relações Exteriores da Coreia do Norte, Ri Su Yong, cobrou um tratado de paz com Seul durante sua participação na Assembleia Geral da ONU, na quinta-feira (1). Ele afirmou que um acordo era urgente para se evitar a tensão que dominou a península coreana em agosto, após disparos na fronteira.

    “Tendo atravessado o incidente de agosto que fez o Nordeste da Ásia e o mundo inteiro conter a respiração em ansiedade, tornou-se hoje uma questão crucial substituir o acordo de armistício por um tratado de paz sem mais demora”, disse Yong.

    O chanceler norte-coreano chamou os EUA para uma tomada de posição em prol de um tratado de paz. Ri Su Yong disse que isto “exige a corajosa decisão norte-americana” antes de todos os países. O ministro salientou que Pyongyang está aberta para negociar o acordo.

    Às margens da Assembleia Geral da ONU, Ri Su Yong se encontrou com o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, que é sul-coreano e foi ministro das Relações Exteriores de seu país. O líder do organismo prometeu facilitar as negociações.

    A Guerra da Coreia tecnicamente nunca acabou por falta de um tratado de paz. O conflito começou em 1950 e os dois lados celebraram um cessar-fogo em 1953. A trégua dura até hoje.

    Tags:
    pronunciamento, discurso, encontro, reunião, conversa, diálogo, Negociação, tensão, cobrança, trégua, cessar-fogo, tratado de paz, Guerra da Coreia, Assembleia Geral da ONU, ONU, Nações Unidas, Ri Su Yong, Ban Ki-moon, EUA, Península Coreana, Pyongyang, Seul, Coreia do Sul, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar