21:12 22 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Aiatolá Ali Khamenei.

    Aiatolá Ali Khamenei cobra do mundo islâmico investigação de mortes em peregrinação a Meca

    © Sputnik/ Sergey Guneev
    Mundo
    URL curta
    0 18241

    O líder supremo do Irã, aiatolá Ali Khamenei, pediu nesta quarta-feira (30) ao mundo islâmico para investigar as mortes de muçulmanos em Mina, na Arábia Saudita, durante a peregrinação a Meca na quinta-feira (24), segundo relatou a agência de notícias FARS. Um tumulto resultou na morte de 769 pessoas pisoteadas, sendo 239 iranianos.

    “Representantes do Irã e do mundo islâmico devem ir para a Arábia Saudita e investigar a causa do incidente do hajj (a peregrinação a Meca)”, disse Khamenei.

    Aiatolá Ali Khamenei
    © AP Photo/ Office of the Iranian Supreme Leader
    Logo após a tragédia, Ali Khamenei havia culpado o governo saudita pelas mortes. Ele divulgou um comunicado afirmando que a Riad deveria “aceitar a responsabilidade pelo triste acontecimento” e que “a má administração e as ações inadequadas causaram a catástrofe”.

    O nigeriano Sho’aib Jebrayeel, que sobreviveu ao tumulto em Mina, disse nesta quarta-feira à FARS, que a Arábia Saudita é responsável pela tragédia. Ele contou que as “forças de segurança sauditas fecharam todos os caminhos de saída para os peregrinos”.

    Na terça-feira (29), o ministro das Relações Exteriores esloveno, Karl Victor Erjavec, expressou condolências e profundo pesar pelo fato ao homólogo iraniano, Mohammad Javad Zarif, em reunião às margens da 70ª Assembleia Geral da ONU, em Nova York. Uma das vítimas fatais da tragédia foi o ex-embaixador do Irã na Eslovênia, Aghayi Poor.

    Os dois chanceleres se reuniram para estreitar os laços diplomáticos e a cooperação bilateral que vem se acentuando nos últimos anos. Eles também conversaram sobre a visita do presidente da Eslovênia, Borut Pahor, ao Irã.

     

    Tags:
    mundo islâmico, mundo muçulmano, exigência, cobrança, relações diplomáticas, encontro, investigação, cooperação, mortes, reunião, peregrinação a Meca, Hajj, Assembleia Geral da ONU, Nações Unidas, ONU, Karl Victor Erjavec, Aghayi Poor, Borut Pahor, Aiatolá Ali Khamenei, Mohammad Javad Zarif, Nova Yourk, Mina, Meca, Eslovênia, Riad, Irã, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik