04:59 15 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    0 101
    Nos siga no

    O vice-diretor de Estratégia e Estudos da China National Petroleum Corporation (CNPC), Wang Zhen, afirmou nesta quarta-feira (30) que o fornecimento de gás russo para o país asiático pode chegar a 100 bilhões de metros cúbicos por ano futuramente.

    A declaração é baseada, especialmente, em um contrato assinado, em maio, entre a empresa chinesa e a gigante energética da Rússia Gazprom para o fornecimento do combustível para a China. O executivo chinês concedeu entrevista coletiva à margem da conferência Sakhalin Oil and Gas realizada na cidade oriental russa de Yuzhno-Sakhalinsk.

    Em 2014, a Gazprom e a CNPC assinaram um acordo-quadro de 30 anos para entregas anuais de 38 bilhões de metros cúbicos de gás russo através do gasoduto rota oriental, formalmente conhecido como o Poder da Sibéria, que está previsto para entrar em operação no final de 2019.

    China e Rússia estão atualmente negociando o gasoduto Poder da Sibéria-2, que seria uma rota ocidental. Segundo o chefe da Gazprom, Alexey Miller, o acordo deve ser assinado em 2016.

    Tags:
    acordo, gasoduto, fornecimento, gás, Poder da Sibéria, CNPC, Gazprom, Alexey Miller, China, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar