14:45 25 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Dilma Rousseff durante encontro bilateral com primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsipras

    Tsipras convida Dilma para evento que vai acender a tocha dos Jogos Olímpicos

    Roberto Stuckert Filho / Fotos Públicas
    Mundo
    URL curta
    0 81

    O primeiro-ministro da Grécia, Alexis Tsípras, convidou a Presidenta Dilma Rousseff para estar presente na cerimônia que vai acender a tocha olímpica, símbolo dos jogos, que vai acontecer em fevereiro de 2016, na cidade histórica de Olímpia, na Grécia.

    O convite aconteceu durante encontro bilateral entre Dilma e Alexis em Nova York, na última segunda-feira (28), após abertura da Assembleia Geral das Nações Unidas.

    Durante a reunião, o premiê grego e a presidenta discutiram questões sobre a crise econômica que atinge a Grécia desde 2010 e sobre a possibilidade de ampliar a cooperação bilateral entre os dois países. Dilma e Alexis ainda acertaram a criação de um grupo de trabalho que vai analisar as chances de mais parcerias entre gregos e brasileiros.

    Após ser acessa, a tocha vai percorrer algumas cidades gregas até chegar à capital, Atenas. Em seguida, o símbolo dos Jogos Olímpicos vai ser enviado para o Brasil, onde vai passar por todos os estados do país, até chegar ao Rio de Janeiro, sede dos próximos jogos.

    Durante a abertura da Assembleia Geral da ONU, a presidenta Dilma Rousseff fez questão de ressaltar que o Brasil está de braços abertos para receber pessoas de todas as partes do mundo para a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos no ano que vem.

    A presidenta ainda destacou a importância do esporte como um meio de promoção da paz entre os povos e a inclusão social.

    “O Brasil espera de braços abertos os cidadãos de todo o mundo para a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de 2016 no Rio de Janeiro. Essa será a oportunidade única para difundir o esporte como instrumento fundamental de promoção da paz, da inclusão social, da tolerância, por meio da luta contra a discriminação racial, étnica e de gênero. Será também ocasião para que possamos promover a inclusão de pessoas com deficiência, uma das prioridades do meu governo”.

    As Olimpíadas no Brasil, as primeiras a serem realizadas na América do Sul, começam no dia 5 de agosto de 2016. Durante os jogos, o Rio de Janeiro vai receber 10.500 atletas, de 206 países, em 17 dias de competição, durante os quais serão disputadas 306 provas com medalhas em 42 modalidades.

    Tags:
    Jogos Olímpicos, ONU, Alexis Tsipras, Dilma Rousseff, América do Sul, Atenas, Nova York, Grécia, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar