11:43 16 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    2034
    Nos siga no

    A Ucrânia advoga a favor da restrição gradual do direito de veto no Conselho de Segurança da ONU, e quem argumentou pelo país foi o Presidente Pyotr Poroshenko, na 70ª Assembleia Geral da ONU, nesta terça-feira.

    “A Ucrânia se pronuncia por limitar paulatinamente o direito de veto para depois cancelá-lo”, disse Poroshenko. “Um agressor não deve ter direito de veto”, completou o líder ucraniano, fazendo alusão à suposta interferência russa na crise ucraniana — algo que Moscou nega veementemente.

    Poroshenko também saudou a iniciativa do presidente da França, François Hollande, apoiada pelo mandatário mexicano, Enrique Peña Nieto, segundo a qual os membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU devem perder o direito a veto em caso de “atrocidades em massa.”

    Mais:

    Poroshenko: Kiev deve expandir sanções se Rússia apoiar eleições em Donbass
    Poroshenko acredita que bloqueio alimentar da Crimeia devolverá península à Ucrânia
    Poroshenko pensa em plano B para tratar de conflito ucraniano
    Tags:
    Rússia, Ucrânia, François Hollande, Pyotr Poroshenko, Enrique Peña Nieto, ONU, Conselho de Segurança da ONU, Assembleia Geral da ONU, fim, restrições, veto
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar