00:15 24 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Hassan Rohani, presidente do Irã

    Hassan Rohani aborta participação na Assembleia Geral da ONU e vai retornar para o Irã

    © AP Photo/ Mohammad Berno
    Mundo
    URL curta
    258232

    O presidente do Irã, Hassan Rohani, decidiu cancelar sua participação na Assembleia Geral da ONU e retornar à Teerã. Ele assistirá o funeral dos iranianos vítimas de pisoteamento durante o Hajj, a peregrinação anual a Meca. A informação foi divulgada pelo porta-voz do chefe de Estado, Parviz Esmaeli.

    Aiatolá Ali Khamenei
    © AP Photo/ Office of the Iranian Supreme Leader
    Aproximadamente, 167 cidadãos do Irã morreram na tragédia provocada após o encontro de dois grandes grupos de peregrinos em Mina, próximo a Meca, na quinta-feira (24), durante o feriado religioso muçulmano do Eid al-Adha. Outros 307 iranianos estão desaparecidos.

    De acordo com Parviz Esmaeli, o primeiro avião com os corpos dos peregrinos iranianos é esperado em Teerã na terça-feira (29). As estatísticas oficiais sauditas contabilizam 769 pessoas mortas. Elas teriam 18 nacionalidades diferentes.

    “Por isso, o presidente Rouhani cancelou algumas das reuniões agendadas à margem da Assembleia Geral da ONU e vai deixar Nova York nesta segunda-feira à tarde”, disse o porta-voz.

    Na quinta-feira, o líder supremo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei, disse que a Arábia Saudita foi responsável pela debandada perto de Meca.

     

    Tags:
    sepultamento, velório, volta, participação, cancelamento, retorno, Eid al-Adha, Hajj, Assembleia Geral da ONU, Nações Unidas, ONU, Hassan Rohani, Aiatolá Ali Khamenei, Mina, Meca, Teerã, Nova York, Irã, Arábia Saudita
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik