09:12 23 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    O primeiro-ministro da Ucrânia Arseny Yatsenyuk chega para a reunião do Conselho de Segurança em Kiev 4 de novembro de 2014

    Povo ucraniano pede demissão de premiê Yatsenyuk

    © REUTERS/ Valentyn Ogirenko
    Mundo
    URL curta
    81555281

    Uma petição eletrônica exigindo a demissão do primeiro-ministro da Ucrânia Arseny Yatsenyuk foi registrada no site oficial do presidente Pyotr Poroshenko.

    De manhã, a petição sobre "a demissão imediata, sem esperar as eleições locais" era já apoiada por 46 pessoas.

    O autor da petição considera que Yatsenyuk "não executa os seus deveres" e que deve ser demitido por várias razões:

    "Por o padrão de vida dos ucranianos estar mais baixo, por causa dos preços de gás, por causa do salário mínimo e das pensões miseráveis e por outras falhas do seu trabalho no cargo".

    A petição eletrônica será considerada se for apoiada por 25 mil cidadãos no prazo de três meses após a publicação. Caso a petição ganhe o número necessário de assinaturas, o chefe do Estado pode submeter o projeto de lei à Suprema Rada (parlamento ucraniano).

    É de lembrar que a Ucrânia vive numa grave situação econômica. A maioria das reformas introduzidas recentemente na Ucrânia, a pedido dos credores internacionais, não estão levando a quaisquer mudanças positivas no país porque a motivação dominante das autoridades na introdução da legislação era obter mais dinheiro do Ocidente.

    A dívida pública total da Ucrânia é de 70 bilhões de dólares, dos quais 40 bilhões constituem a dívida internacional.

    Mais:

    Ucrânia deve se livrar da corrupção para obter dinheiro americano
    Credores da Ucrânia parecem não se preocupar com possível default
    Acordo da Ucrânia com credores é vantajoso só à primeira vista
    Tags:
    petição, demissão, Arseny Yatsenyuk, Ucrânia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik