04:21 23 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    70ª Assembleia Geral da ONU (47)
    0 223
    Nos siga no

    Os líderes de Brasil, Índia, Alemanha e Japão expressaram sua preocupação, durante reunião que precede a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), na segunda-feira, de que o Conselho de Segurança possa não conseguir fazer uma reforma. Os representantes pediram novamente por assentos permanentes no órgão mais poderoso da instituição.

    A presidente do Brasil, Dilma Rousseff, o primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel e o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, reuniram-se à margem de uma cúpula da ONU que adotou novos objetivos de desenvolvimento para os próximos 15 anos. 

    Os quatro líderes afirmaram em um comunicado em conjunto neste sábado que "um conselho mais representativo, legítimo e efetivo" é necessário mais do que nunca para tratar das crises globais e conflitos em desenvolvimento.

    Os quatro lideres se comprometeram a trabalhar com todos os Estados-membros da ONU para acelerar uma reforma "significativa e rápida" e para obter "resultados concretos" durante a Assembleia Geral. 


    Tema:
    70ª Assembleia Geral da ONU (47)

    Mais:

    Confira os discursos mais marcantes da ONU!
    Dilma Rousseff chega à Nova York para a Assembleia Geral da ONU
    Ucrânia está na pauta da reunião de Putin e Obama às margens da Assembléia Geral da ONU
    ONU saúda acordo de paz da Colômbia com as FARC firmado em Havana
    Tags:
    vaga, assento, pedido, Assembleia Geral da ONU, Conselho de Segurança da ONU, ONU, Shinzo Abe, Narendra Modi, Angela Merkel, Dilma Rousseff, Nova York, Alemanha, Índia, EUA, Japão, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar