15:21 21 Setembro 2018
Ouvir Rádio
    Papa Francisco e Ban Ki-moon.

    Papa: vidas das pessoas no conflito da Ucrânia e Síria são mais importantes que tudo

    © REUTERS / Tony Gentile
    Mundo
    URL curta
    0 31

    O Papa Francisco declarou nesta sexta-feira que a vida das pessoas sempre vale mais do que quaisquer interesses daqueles que querem a guerra. A declaração foi durante a realização da Assembleia Geral da ONU, ao comentar os conflitos no Oriente Médio, África e Ucrânia.

    "Não só no caso de perseguição religiosa ou cultural, mas em todos os conflitos como na Ucrânia, Síria, Iraque, Líbia, Sudão do Sul, as pessoas reais são mais importantes do que os interesses dos partidários da guerra, como se as pessoas não fossem legítimas", disse o Papa Francisco. 

    “Em guerras e conflitos as pessoas – irmãos e irmãs, meninos e meninas, crianças e velhos – choram, sofrem e morrem. As pessoas não recebem atenção enquanto n[os estamos ocupados com uma lista de problemas, estratégias e desacordos”, acrescentou o pontífice. 

    O Papa Francisco falou por 46 minutos, em espanhol, e por diversas vezes foi interrompido por entusiasmados aplausos. Ele começou seu discurso saudando os presentes e toda a “família Nações Unidas”, lembrando que é a quinta vez que um papa visita a ONU e destacou a atuação das Nações Unidas na busca pela paz mundial e em outras questões.

    Mais:

    Na ONU, Papa pede reforma no Conselho de Segurança e critica organismos financeiros
    Donald Trump critica discurso do Papa Francisco no Congresso dos EUA
    Em encontro com Ban Ki-moon, Papa Francisco exalta trabalho dos funcionários da ONU
    Papa Francisco aos congressistas americanos em Washington: É preciso mudar de rumo
    Tags:
    guerra, conflito, Assembleia Geral da ONU, ONU, Papa Francisco, Ucrânia, Síria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik