13:48 16 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Agentes das Forças de Segurança do Afeganistão e os soldados norte-americanos

    Um país que atrai: EUA hesitam se querem ficar no Afeganistão

    © AP Photo/ Rahmat Gul
    Mundo
    URL curta
    Afeganistão entre OTAN e Talibã (109)
    0 09

    Os oficiais de defesa dos Estados Unidos e dos seus países aliados estão revisando as opções relacionadas à retirada das tropas do Afeganistão, incluindo a que prevê a permanência das tropas norte-americanas no país após 2016.

    O general norte-americano John Campbell enviou cinco recomendações diferentes ao Pentágono e aos oficiais do OTAN em Bruxelas todas das quais contêm uma avaliação de risco, informa o The Wall Street Journal citando os oficiais norte-americanos.

    As opções propostas incluem manter o contingente militar norte-americano atual de ou de cerca de 10 mil soldados, reduzi-lo até 8 mil pessoas, cortá-lo pela metade ou continuar a linha política atual de manter tropas de algumas centenas de pessoas até 2016. 

    Alguns oficiais ficam preocupados com o fato de que a saída de grande número de tropas norte-americanas exponha o governo afegão à pressão demasiada do Talibã e outros grupos terroristas. Outros opinam que mesmo as forças pequenas conseguirão ajudar ao governo afegão de forma eficaz na luta contra militantes.

    Os oficiais norte-americanos que apoiam a ideia de manter a grande presença militar no Afeganistão dizem que o país não é capaz de lidar com o problema de terrorismo no meio da instabilidade política que continua há algum tempo apesar de bilhões de dólares que o Afeganistão tem recebido como assistência financeira desde o início da intervenção em 2001.

    Segundo The Wall Street Journal, o Pentágono ainda não deu algumas recomendações oficiais relacionadas à alteração do número das tropas no Afeganistão.

    A hipótese de roteiro iraquiano no Afeganistão assombra a discussão atual sobre a presença norte-americana neste país da Ásia Central. As consequências da saída norte-americana do Iraque e desenvolvimento do Estado Islâmico podem influenciar a decisão de retirar a maior parte das tropas do Afeganistão porque alguns oficiais consideram que mesmo um pequeno número de conselheiros militares no Iraque tinha permitido combater o Estado Islâmico no Oriente Médio de forma mais eficaz.

    Tema:
    Afeganistão entre OTAN e Talibã (109)
    Tags:
    discussão, presença militar, retirada, tropas, EUA, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik