05:34 16 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Pentágono, sede do Departamento de Defesa dos EUA

    Pentágono: EUA estão prontos para enfrentar o Estado Islâmico junto com a Rússia

    © Sputnik / David B. Gleason
    Mundo
    URL curta
    27523

    O chefe do Pentágono, Ashton Carter, declarou nesta quinta-feira, 24, que os EUA estão dispostos em cooperar com a Rússia na luta contra o Estados Islâmico e na transformação política da Síria.

    Nas suas palavras, os dois países podem ter interesses mútuos na Síria.

    "É possível, mas ainda não é óbvio, que tal coincidência possa existir na Síria. Supõe-se que ali, tanto os EUA, quanto a Rússia compartilham dos mesmos interesses – derrota definitiva do Estado Islâmico e a transformação política pós-regime [do presidente sírio Bashar] Assad, o que irá preservar e restabelecer o país. No entanto, os EUA acreditam que esses dois interesses devem ser seguidos em paralelo, e nós estamos dispostos em trabalhar com a Rússia com base nisso" – disse Carter durante uma entrevista coletiva conjunta em Washington com o ministro da Defesa da Ucrânia Stepan Poltorak.

    Militantes do Estado Islâmico
    © AP Photo / Raqqa Media Center of the Islamic State group
    No final de junho deste ano o presidente da Rússia Vladimir Putin ofereceu às autoridades sírias e aos países da região, incluindo a Turquia e a Arábia Saudita, unir os esforços na luta contra o EI.

    Os EUA, por sua vez, que já lideram uma coalizão internacional para combater o grupo terrorista, estão tentando derrubar o regime do presidente Bashar Assad na Síria, e se recusam categoricamente em incluí-lo na luta contra o EI.

    A Rússia insiste com que a coalizão coopere nessa luta com as autoridades de Damasco, sob a égide do Conselho de Segurança da ONU. Além disso, Moscou tem enviado equipamentos militares à Síria para assistir o governo local na luta contra o terrorismo.

    A guerra civil na Síria, iniciada em 2011, já causou a morte de mais de 230 mil pessoas, segundo dados da ONU. O governo sírio luta contra vários grupos rebeldes e organizações militares, incluindo a Frente al-Nusra e o grupo terrorista Estado Islâmico.

    Tags:
    cooperação militar, terrorismo, Pentágono, Estado Islâmico, Ashton Carter, Síria, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik