02:05 23 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Mundo
    URL curta
    262732
    Nos siga no

    O porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, afirmou nesta quarta-feira (23) que a implantação de novas armas nucleares dos EUA na Alemanha cria desequilíbrio estratégico e tensão na Europa, contra o qual a Rússia precisará tomar medidas para estabelecer a paridade.

    “Este é mais um passo e, infelizmente, um passo muito sério para antagonizar a tensão no continente europeu. Infelizmente, se estes planos se tornarem realidade com a aprovação do Bundestag (parlamento alemão), e assim por diante, pode-se dizer que eles estão firmemente nesta direção. Claro, isso pode levar a um desequilíbrio estratégico na Europa e, portanto, obrigará a Rússia a seguir de acordo com as etapas e contramedidas para estabelecer a paridade”, afirmou Peskov.

    Na terça-feira (22), a imprensa alemã informou que a Força Aérea dos EUA instalaria no mínimo 20 ogivas nucleares B61-12 na Alemanha no terceiro trimestre de 2015. No mesmo dia, o Ministério das Relações Exteriores da Rússia manifestou sua preocupação com estes relatos dizendo que a decisão seria uma violação ao Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares.

    A mídia da Alemanha destacou que em caso de ameaças a países da OTAN as ogivas poderiam ser deslocadas para as fronteiras alemães. Políticos do país criticaram a possibilidade afirmando que seria uma provocação à Rússia.

    Tags:
    segurança, tensão, provocação, equilíbrio estratégico, reação, implantação, violação, ogiva nuclear, Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares, B61-12, Força Aérea, Bundestag, Kremlin, OTAN, Dmitry Peskov, Europa, Alemanha, EUA, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar