13:10 11 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Restos do carro detonado nesta segunda-feira (21) perto da Villa Somalia, em Mogadíscio

    Explosão de carro-bomba deixa cinco mortos perto do palácio presidencial da Somália

    © AFP 2017/ MOHAMED ABDIWAHAB
    Mundo
    URL curta
    0 12

    Pelo menos cinco pessoas morreram e outras 13 ficaram feridas após a explosão de um carro-bomba perto do complexo da Villa Somalia, que abriga os escritórios do presidente e do primeiro-ministro da Somália, em Mogadíscio, nesta segunda-feira.

    Segundo fontes locais, até o momento não há informações sobre tentativas de invasão ao complexo e ninguém assumiu a responsabilidade pela ação. Mas alguns órgãos de imprensa destacaram que o Al-Shabaab, grupo fundamentalista afiliado à Al-Qaeda, costuma realizar ataques suicidas perto de instalações bem protegidas para, em seguida, invadir o local. 

    "Cinco civis morreram na explosão e outros 13 foram feridos", disse Ahmed Dahir, oficial do serviço de segurança local. "Foi um carro-bomba, mas o alvo deles ainda não está claro". 

    De acordo com uma testemunha identificada como Ali Ahmed, a explosão ocorreu entre a entrada principal da Villa Somalia e um hotel da região.

    "Eu vi nuvens de fumaça nos céus. Foi muito pesado", afirmou Ahmed.

    Os últimos ataques realizados supostamente por terroristas do Al-Shabaab aconteceram no final de agosto. O grupo luta para derrubar o atual governo do país, que tem forte apoio internacional e é protegido por um forte esquema de segurança formado por militares de Uganda, Etiópia, Quênia, Burundi e Djibouti. 

    Tags:
    carro-bomba, ataque suicida, ataque a bomba, terrorismo, Al-Shabaab, Al-Qaeda, Ahmed Dahir, Mogadíscio, Djibouti, Burundi, Quênia, Etiópia, Uganda, Somália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik