00:38 14 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Aeronave Airbus A330 da transportadora aérea russa Aeroflot

    Ucrânia não notifica autoridades aéreas russas e internacionais sobre restrições aéreas

    © Sputnik/ Maksim Blinov
    Mundo
    URL curta
    0 320

    Mais cedo, a Ucrânia introduziu sanções contra empresas aéreas russas que proíbem realizar voos de transito, transporte de passageiros e recursos.

    Comentando o assunto da proibição dos voos militares russos sobre o território ucraniano, o representante do serviço de imprensa a Associação Internacional de Transporte Aéreo (AITA), Chris Goater, disse que o organismo não possui informações sobre a proibição dos voos civis.

    “A proibição tem a ver com os voos militares e isso é um assunto político que deve ser discutido e resolvido somente de forma bilateral entre os dois países”, disse Goater.

    As autoridades aéreas russas tampouco receberam notificações oficiais sobre uma provável restrição de voos das empresas aéreas russas à Ucrânia, disse na segunda-feira o representante oficial da Agência Federal dos Transportes Aéreos (Rosaviatsiya).

    “Não havia nenhuma notificação oficial para as autoridades aéreas da Rússia da parte ucraniana sobre restrições do uso do espaço aéreo para realizar voos de trânsito pelas empresas aéreas russas ou para destinos situados no território ucraniano”, disse o representante oficial da agência.

    Na semana passada, as autoridades ucranianas introduziram sanções contra 25 empresas aéreas russas, duas das quais já não existem. A lista das sanções inclui os maiores transportadores russos, inclusive a Aeroflot, a Transaero e a Sibir. Foi proibido completa ou parcialmente a estas empresas transportar passageiros e cargas no espaço aéreo ucraniano, bem como realizar voos de trânsito.


    Tags:
    restrições, voos, sanções, Transaero, Aeroflot, Rosaviatsiya, Ucrânia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik